Vila Verde

Vila Verde. Câmara expulsa Associação Bullire da sua sede sem aviso prévio

(c) Direitos reservados

Em comunicado a A Bullire – Associação Cultural de Vila Verde escreve:

“Vem por este meio agradecer à Junta de Freguesia de Lanhas, na pessoa do seu Presidente de Junta, Bruno Eiras, e à Paróquia da mesma freguesia, através do seu Pároco, Pe. Carlos Lopes, pela prontidão e amabilidade com que disponibilizaram um dos seus espaços à Bullire, afim de armazenar, a título temporário, os bens da associação.”

Primeira deslocação em 2019

Em 2019, a Bullire foi deslocada abruptamente para as instalações da antiga Escola Primária de Vila Verde em virtude das obras de requalificação a realizar na antiga Adega Cooperativa, futura Adega Cultural, onde se encontrava sediada.

No presente ano, há uns dias, a associação viu-se obrigada a voltar a deslocar-se, sem aviso prévio e sem paradeiro definido, em virtude do projeto de requalificação a realizar nesta antiga Escola Primária.

Face à inexistência duma resposta rápida e viável como a situação exigia, o que revela mais uma vez a carência de espaços para albergar coletividades e para a realização de atividades culturais, a Bullire encontrou abrigo por iniciativa própria, entre amigos, na freguesia de Lanhas, a quem hoje vem manifestar o seu agradecimento.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo