Saúde

Covid-19. Um morto e 123 casos positivos nos lares da Misericórdia de Bragança

(c) Direitos reservados

Uma idosa de 88 anos que testou positivo à covid-19 no surto nos lares da Misericórdia de Bragança morreu hoje no hospital, onde se encontram internados mais dois utentes, de um total de 102 infetados, informou fonte da instituição.

De acordo com o porta-voz da Misericórdia de Bragança, José Fernandes, o número total de casos positivos subiu para 123: aos 102 idosos, juntam-se 21 trabalhadores com infeção confirmada.

A instituição avançou ainda que já lhe foram comunicados resultados relativos a outra resposta social, a Unidade de Cuidados Continuados, com 126 resultados negativos e 19 a aguardarem resultados.

Além dos mais de 300 utentes e trabalhadores dos três lares, cujos resultados já são conhecidos, foram realizados mais 272 testes na Unidade de Cuidados Continuados e no Centro de Educação Especial, dos quais falta saber o resultado de 157 testes, ainda segundo o porta-voz.

De acordo com a fonte, ainda não são conhecidos resultados dos testes dos colaboradores dos infantários e da escola básica pertencentes ao complexo da Misericórdia de Bragança, que é a maior instituição social do Nordeste Transmontano.

Os responsáveis desconhecem, para já, se as mais de 300 crianças vão ou não ser testadas. A Misericórdia transferiu para um hotel da cidade 19 utentes dos lares que testaram negativo. Este surto teve início com um primeiro caso positivo de uma funcionária a 23 de setembro. Uma semana depois, começaram a ser feitos testes no lar onde trabalhava, o Santa Isabel, seguindo-se ao longo da semana os restantes.

Já esta semana começaram a ser testadas as restantes valências e os resultados estão a ser conhecidos agora. O número de infeções pelo novo coranavírus no distrito de Bragança aproxima-se das 900 no distrito de Bragança, que contabiliza 30 mortes associadas à covid-19.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo