Vila Verde

Vila Verde. JS denuncia autocarros lotados e apela bom senso à Câmara Municipal

(c) Direitos reservados

A Juventude Socialista de Vila Verde em comunicado veio solicitar maior rede de transporte para evitar a lotação dos autocarros e assim diminuir a propagação da pandemia Covid-19. Escreve a JS:

Comunicado na íntegra:

O presente ano letivo começou há cerca de 3 semanas num cenário muito diferente daquele a que nos habituamos ao longo dos anos. A pandemia provocada pela COVID-19 veio mudar muitos dos nossos hábitos, os nossos comportamentos e até mesmo a nossa forma de ver o mundo e a realidade que nos rodeia.
Os alunos e encarregados de educação olharam para o início deste ano letivo com receios. Medos esses que são fruto da consciência que os Vilaverdenses têm daquilo que representa ou pode representar a covid-19 nas suas vidas, e na vida dos seus mais próximos.
Acreditamos que a Câmara Municipal de Vila Verde adotou ou pelo menos tentou adotar todas as medidas necessárias, em cooperação com as escolas do concelho, para a prevenção desta nova realidade. Todavia, a JS após entrar em contacto com alguns alunos e encarregados de educação chegou à conclusão de que apesar dos esforços feitos, ainda existem vários aspetos a melhor.
O presente comunicado tem com o objetivo advertir a Câmara Municipal para uma realidade que necessita, urgentemente, da sua intervenção.
Após contactarmos com alguns encarregados de educação da Ribeira do Neiva, foi-nos comunicado que uma das maiores problemáticas/medos enfrentadas nas últimas semanas prende-se com o facto de os autocarros que transportam os seus educandos estarem excessivamente lotados. Esta é uma realidade que não se verifica apenas no trajeto Ribeira do Neiva -Vila Verde, mas também noutros autocarros que fazem o percurso da concelhia, nomeadamente, no que integra Portela do Vade – Vila Verde. Anexamos uma foto que ilustra esta realidade indesejável (Anexo 1). Na referida foto vemos perfeitamente que a lotação máxima de 2/3 exigida por lei é, claramente, ultrapassada conforme estipula o Art. 13-A/1, a) DL nº10-A/2020.
Neste sentido, a JS reclama o bom senso e sentido de responsabilidade do Executivo Municipal, para a resolução desta problemática, propondo, desde já, uma urgente ampliação do serviço de autocarros de forma a evitar a lotação excessiva e ainda esclarecimentos da Sra. Vereadora Júlia Fernandes sobre o assunto em causa.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo