País

Chega diz que orçamento de estado para 2021 “anuncia crise política e financeira”

(c) LUSA

O deputado único e presidente do Chega, André Ventura, afirmou hoje que a proposta de Orçamento do Estado (OE) para 2021 “anuncia crise política e financeira”, acusando o PS de tentar “um malabarismo à esquerda”.

Ventura classificou a proposta do Governo como “um ataque ao Serviço Nacional de Saúde” e “ao bolso da classe média”, bem como uma “via aberta” à corrupção, mas não quis ainda anunciar o sentido de voto do partido, remetendo-o para depois de uma “análise mais aprofundada” e de uma reunião da direção do Chega.

“O que temos assistido nos dois parceiros do PS é uma tentativa de saltar da cadeira quando veem que o barco vai ao fundo e todos já perceberam que o barco do PS, seja este ano seja no próximo, vai ao fundo”, afirmou.

André Ventura disse ainda esperar que, “a bem do regime democrático”, não se verifique o que chamou de “deriva do PSD” em relação a esta proposta de Orçamento do Estado para 2021.

“No que depender do Chega, a direita não virá apenas para resolver, virá para apontar responsabilidades e apontar o dedo a quem deixou o país chegar a esta situação”, afirmou, aproveitando para reiterar o desafio público ao PSD para um entendimento em matéria de revisão constitucional.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo