Braga

Braga. Denúncia mostra lixo aos montes nas proximidades da EB 2/3 de Palmeira

(c) Carlos Dobreira

Carlos Dobreira denunciou a situação de “atentado à saúde pública” em contentores perto da escola EB 2/3 de Palmeira.
Conta o ativista que: “Os dias passam desde o inicio do ano letivo e aumentam os resíduos recicláveis, perigosos, de construção e demolição e lixo em redor da EB 2,3 de Palmeira, localizada numa das muitas freguesias poluídas e esquecidas do concelho. Assim, no passeio de acesso ao estabelecimento de ensino (Rua Cimo da Vila) é possível observar cartão, esferovite, plástico e fitas metálicas. Nos ecopontos localizados na rua referida, a poucos metros do parque da Escola, acumulam-se almofadas de sofás, pedaços de uma televisão, gesso, ferro, um colchão, gavetas, móveis, madeiras, pilhas, janelas, raspadinhas, baldes, fios elétricos. Junto aos ecopontos, encontra-se um painel informativo onde se alerte que a colocação de lixo fora dos ecopontos é punível com multa até 5650 €.
Nos passeios da rua, abundam vestígios de gomas, plásticos, beatas de cigarro, máscaras, cativas, paus de chupa-chupas, embalagens de plástico.

A EB 2,3 de Palmeira é uma Eco-Escola e até foi visitada pelo Senhor Vereador do Ambiente no ano letivo anterior por ocasião de uma cerimonia show-off típica da Coligação que lidera a gestão autárquica bracarense.

O exposto é dado a conhecer, via e-mail, ao Ministro da Educação.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo