Braga

Pais do menino António de Braga apelam à doação de medula para salvar o filho

(c) Direitos reservados

Os pais do pequeno António de cinco anos e residente em Braga acabam de lançar um apelo a nível nacional para encontrar um dador de medula óssea que possa ser compatível com a criança, recentemente diagnosticada com Leucemia Mieloblástica Aguda (LMA) e que está a ser acompanhada no IPO do Porto.
Não tendo até ao momento encontrado um dador compatível, os pais do pequeno António, carinhosamente apelidado de Mogli e descrito como tendo “olhos grandes, curiosos e sorriso maroto”, têm vindo a apelar, através de diferentes meios, à participação de familiares, amigos e todas as pessoas que sejam elegíveis. A dádiva de medula óssea por parte de uma pessoa compatível apresenta-se, neste momento, como o tratamento possível para este pequeno guerreiro.
A inscrição no Registo Português de Dadores de Medula Óssea é um processo rápido e simples e pode ser realizada em vários pontos do país. A informação relativa a locais e horários está disponível online no site dador.pt, da responsabilidade do Instituto Português do Sangue e da Transplantação.
Qualquer pessoa entre os 18 e os 45 anos pode inscrever-se neste registo e tornar-se potencial dador. O candidato deverá deslocar-se a um dos locais de recolha, manifestar a sua vontade de ser dador e preencher um breve questionário.
A quem reunir as condições necessárias, será colhida uma amostra de sangue, posteriormente remetida para o Registo Português de Dadores de Medula Óssea. Ficará, assim, completo o registo numa base de dados internacional e o potencial dador será contactado no caso de ser compatível com alguém.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo