Vila Verde

Avança a obra tão desejada pela Câmara de Vila Verde, Governo requalifica EN101

A Infraestruturas de Portugal (IP) lançou o concurso publico para a requalificação do troço de cerca de 20 quilómetros da Estrada Nacional 101 (EN101, em Vila Verde, que representa um investimento de 6,3 milhões de euros. Em comunicado enviado à Lusa, aquela entidade pública refere que este investimento pretende “melhorar as condições de mobilidade e segurança” dos utilizadores daquele troço, tal como noticiou o Semanário V.

A obra tem um prazo de execução de 420 dias e vai beneficiar a EN101 entre o quilómetro 63, junto à povoação de
Figueirinha, e o quilómetro 83,460, na interceção com a EN205 atravessando 11 freguesias de Vila Verde (Vade, Sande, Vilarinho, Barros e Gomide, Pico, Pico de Regalados, Gondiães e Mós, Prado, Vila Verde e Barbudo, Loureira, Geme, Soutelo – Vila Verde e Esqueiros, Nevogilde e Travassós).

Câmara de Vila Verde em silêncio

O anúncio da requalificação da EN 101 despertou a atenção dos órgãos de comunicação social mas da Câmara Municipal nem uma palavra. Esta obra, tão ansiada pelo Município de Vila Verde e pelos vilaverdenses, deveria ser destacada em meios de comunicação do município para que o concelho pudesse congratular-se com este investimento tão badalado nos últimos anos em Vila Verde.

Junta de Freguesia da Loureira insatisfeita

Uma das freguesias que já viu o troço da EN 101 melhorado em Vila Verde foi a freguesia da Loureira, com a construção da tão desejada “rotunda da Loureira”, que foi um marco nos primeiros passos da requalificação da EN 101 em Vila Verde.

Através das suas redes sociais a Junta de Freguesia da Loureira mostra o seu descontentamento e aponta falhas ao projeto avançado pelas infraestruturas de Portugal.
“Face ao concurso lançado no dia de ontem, 26 de outubro, pela Infraestruturas de Portugal (IP) para a requalificação do troço da EN 101, entre os limites norte e sul do concelho de Vila Verde, a Junta de Freguesia da Loureira vem publicamente:
– denunciar e repudiar a manutenção de um conjunto de erros e falhas no projeto agora lançado a concurso, onde são eliminadas as alterações de melhoramento acordadas nos últimos anos, no âmbito de reuniões desta Junta de Freguesia e demais autarquias locais com responsáveis do organismo estatal”, escreve a junta da Loureira.
Comunicado na íntegra aqui

Associação de Utentes da EN 101 não saiu do papel

Em Dezembro de 2018 com toda a pompa e circunstância é formalmente criada a Associação de Utentes da EN101. As motivações segundo os promotores eram para a melhoria da segurança existente e a Construção da tão falada Variante a EN101, e promover o desenvolvimento do norte do Concelho e liga-lo a Braga em 20 minutos. Passados 2 anos em que não se ouviu falar mais da referida associação nem dos seus promotores, até que é lançado o concurso público para a requalificação da EN101.

(c) Associação de Utentes EN101

Pedro Dias (Loureira) e José Morais (PS) há dois anos lutaram pela EN 101

A Requalificação da Estrada Nacional (EN) 101 já tinha sido incluída no plano das infraestruturas de Portugal já em 2016 quando José Morais (PS) e Pedro Dias presidente da Junta da Loureira reuniram com Joaquim Barreto (PS). “A reivindicação antiga dos vilaverdenses vai finalmente ser concretizada”, garantiu José Morais, líder do PS de Vila Verde nesse ano, que mantinha com a tutela grande proximidade com o intuito de resolver questões de fundo do concelho de Vila Verde. “Este é mais um exemplo do trabalho que o Partido Socialista tem feito junto do poder central e de diversas instituições com capacidade de decisão”, sublinhava José Morais em 2016. Eis que em 2020 é lançado o concurso.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo