Vila Verde

José Morais (PS) apela à união de esforços contra a pandemia em Vila Verde

(c) Direitos reservados

José Morais vereador do PS de Vila Verde veio a público falar sobre a segunda vaga da pandemia apelando à responsabilidade de todos e mostrando-se disponível para cooperar com António Vilela (PSD) nas decisões para Vila Verde.

“Situação grave em todo o país e no mundo”

José Morais fala que “o mau exemplo dado pela organização de alguns eventos e o incumprimento da regras pelos cidadãos, trouxeram-nos até aqui. Infelizmente, Vila Verde é, neste momento, um dos concelhos sujeito às medidas mais restritivas aplicadas no país. Mas sejamos sérios, a situação agravou-se em Vila Verde mas também se agravou no distrito, na região, no país e no mundo inteiro”.

“Não nos iludamos, temos uma luta grande pela frente”

José Morais acrescenta que “Entretanto, alguns responsáveis políticos vão dizendo que está tudo bem, que está tudo controlado. Não nos iludamos: Temos pela frente dias muito difíceis. Reconhecê-lo é o primeiro passo para o sucesso neste combate. Tal como na primeira fase da pandemia, o senhor presidente de câmara pode contar com o meu total apoio para aplicar as medidas necessárias. Temos divergências políticas? Sim, temos! Porém, nesta luta estamos do mesmo lado. Neste combate, não há lugar para diferenças partidárias, religiosas, clubísticas ou quaisquer outras. Sabemos que não é fácil encontrar o equilíbrio entre saúde e economia, mas estamos obrigados a fazê-lo. Andarmos na rua como se nada se passasse, não é solução. Mas ficarmos todos fechados em casa, meses a fio, também não. Muitos concidadãos nossos já estão a passar muito mal e a situação tornar-se-ia insustentável. De que viveriam, por exemplo, feirantes, comerciantes, agentes culturais, pequenos empresários e outros, que não têm rendimentos garantidos?”

“O caminho não é fácil, mas juntos conseguiremos”

“Não podemos deixar ninguém ficar para trás! Se cada um de nós for responsável nos seus comportamentos, sairemos
vencedores neste combate. O caminho não é fácil, mas juntos conseguiremos”, conclui José Morais.

 

 

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo