Braga

Lixeira em Palmeira limpa um ano e meio depois da denúncia na Câmara de Braga

(c) Carlos Dobreira

A lixeira que se observava na Rua do Milénio, tal como denunciou o Semanário V, na Urbanização da Quinta de São José (Palmeira – Braga) levou mais de um ano e seis meses a ser limpa.

Carlos Dobreira, cidadão e conhecido ativista ambiental escreve que: “Recorde-se que a 23 de maio de 2019 comuniquei, via e-mail, a existência de entulho na rua referida ao Presidente da Câmara Municipal de Braga e três Vereadores com pelouros enquadráveis, Vereadores do PS e da CDU, assim como à AGERE. Os autarcas nunca responderam ao teor do e-mail, mas a 24 de maio de 2019, a AGERE respondeu, via e-mail, atribuindo o n.º E08395-201905 ao exposto.
A 17 de junho de 2020, foi novamente enviado um e-mail de pedido de intervenção junto do Presidente da Câmara Municipal de Braga, de quatro Vereadores com pelouros enquadráveis, da Junta de Freguesia de Palmeira e da AGERE. Mas ninguém respondeu. A 22 de setembro de 2020, face ao aumento da lixeira, houve lugar a comunicação à Inspeção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território (IGAMAOT). É que a lixeira aumentou com a deposição, na rua e até em terreno privado, de resíduos de construção e demolição, resíduos perigosos, pedaços de televisões, sacos com tecidos, paralelos, madeira queimada, baldes de tinta, silicone de enchimento, mármores, pedras diversas, latas, tubagens, garrafas de vidro, partes de mobiliário e azulejos. O cheiro era nauseabundo. Como vem sendo hábito, a 7 de outubro de 2020, a IGAMAOT reencaminhou a comunicação ao Presidente da Câmara (S/10242/CRI/20 – Encaminhamento para a C.M.Braga – NUI/RD/AM/000420/20.4.CRI), informando-o das suas competências na matéria e solicitando que fosse “providenciada a respetiva resposta.”ao cidadão. A 26 de novembro de 2020, recebi um e-mail da Câmara Municipal de Braga, com conhecimento da IGAMAOT a comunicar que a referida lixeira havia sido limpa”.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo