País

Doentes urgentes (não-covid) esperam horas à porta de hospitais devido à pandemia

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

Conta ao Expresso um tripulante das ambulâncias ao serviço do INEM que são às dezenas os doentes urgentes que ficam horas à porta dos hospitais dentro de ambulâncias acionadas pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM). A demora nas admissões hospitalares tem sido crescente devido aos condicionamentos associados à pandemia. “Os hospitais perguntam se a pessoa tem ou não covid e entre triar, tirar a temperatura e tudo o resto, ficamos ali. Chegam a ser mais de três horas no estacionamento. Basta ir a qualquer grande hospital para ver as viaturas amontoadas”.

“Tem sido terrível. É uma situação desumana para quem fica horas em espera e uma utilização abusiva de um meio que está sempre a ser necessário”, denuncia o presidente da Liga Portuguesa de Bombeiros, Jaime Marta Soares, citado pelo Expresso.

Comentários

topo