Amares

Caçador de Amares arguido por maus-tratos a 80 cães e posse de arma proibida

(c) Direitos reservados - Imagem ilustrativa
Partilhe esta notícia!

O Comando Territorial de Braga, através do Núcleo de Protecção Ambiental (NPA) da Póvoa de Lanhoso, ontem, dia 14 de dezembro, apreendeu várias armas, munições e medicamentos de uso exclusivo veterinário, no concelho de Amares.
No âmbito de uma investigação por maus-tratos a animais de companhia, os militares da Guarda apuraram que um homem de 51 anos tinha vários cães sem qualquer tipo de registo, assim como animais doentes e feridos sem acesso ao devido tratamento médico-veterinário. Foram realizadas duas buscas, uma domiciliária e uma em anexo, destacando-se a apreensão do seguinte material:
• Quatro caçadeiras;
• Duas carabinas;
• Um silenciador para carabina de calibre .22mm;
• Cerca de 600 munições de vários calibres;
• Medicamentos de uso exclusivo veterinário.
Foram ainda fiscalizados cerca de 80 cães, tendo sido detetadas várias infrações à legislação em vigor sobre a proteção e bem-estar de animais de companhia.
O indivíduo foi constituído arguido por maus-tratos a animais de companhia e posse de arma proibida. Os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Amares.
A operação contou com o reforço do Destacamento Territorial da Póvoa de Lanhoso, do Serviço de Proteção da Natureza e Ambiente (SEPNA) de Braga e da Unidade de Intervenção (UI).

Comentários

topo