País

Guarda em prisão preventiva indiciado por homicídio qualificado de PSP em Évora

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

O Guarda prisional, de 52 anos, suspeito de homicídio por atropelamento de um agente da PSP em Évora, este fim de semana, vai aguardar julgamento em prisão preventiva, revelou hoje à agência Lusa fonte policial.

O suspeito esteve hoje a ser presente a um juiz de Instrução Criminal, desde perto das 14:30, na cidade alentejana, que decretou a medida de coação mais gravosa, a prisão preventiva, segundo a mesma fonte.

O homem “está indiciado da prática de três crimes”, mais precisamente “homicídio qualificado, violência doméstica e ofensas à integridade física”, ficando, assim, a aguardar o desenrolar do processo judicial no Estabelecimento Prisional de Évora, acrescentou.

Comentários

topo