País

Há dois anos, país esteve de luto de mãos dadas com o INEM. Recorda-se?

(c) Direitos reservados

A queda de um helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), ao final da tarde do fatídico sábado, no concelho de Valongo, distrito do Porto, causou a morte aos quatro ocupantes. A bordo do aparelho seguiam dois pilotos e uma equipa médica, composta por médico e enfermeira.

A aeronave em causa era uma Agusta A109S, operada pela empresa Babcock, e regressava à sua base, em Macedo de Cavaleiros, Bragança, após ter realizado uma missão de emergência médica de transporte de uma doente grave para o Hospital de Santo António, no Porto.

Hoje, o INEM, relembra as vítimas em homenagem.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo