Vila Verde

Mulheres Socialistas de Braga promovem “Conversas para a Igualdade”

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

Inserida no ciclo de Conversas para a Igualdade, as Mulheres Socialistas – Igualdade e Direitos da concelhia de Braga reuniram com Helena Pina Vaz, cujo percurso de de intervenção na sociedade civil não só a nível profissional, mas sobretudo ao nível da participação cívica e do voluntariado, constitui um exemplo para todas as mulheres e jovens.
Na conversa com a responsável pela criação do movimento voluntário Virar a Página, as MS tiveram oportunidade de conhecer a génese deste grupo que surgiu nos primeiros dias do confinamento de março e que, atualmente, envolve mais de 250 voluntários e apoia mais de uma centena de famílias. “Seria mais confortável confinar-se em casa e esperar por melhores dias, mas por outro lado, fazer a diferença na vida das pessoas numa altura tão difícil e tão dura, transversal a todas a classes, estratos, raças e etnias, só pode ser reconhecido”, realçou Liliana Matos Pereira, presidente das Mulheres Socialistas de Braga. Este movimento veio para ficar e será um dos legados bons da pandemia que o mundo atravessa.
Helena Pina Vaz recordou também o momento em que, enquanto Diretora do CLIB, foi uma das primeiras a assinar o protocolo com a Plataforma de Apoio aos Refugiados, em 2015. Desde aí têm acolhido várias famílias que fugiram dos cenários de guerra. Sendo também presidente da Habitat for Humanity Portugal, uma ONG internacional faz questão de envolver os seus estudantes nesta estrutura. A certeza é só uma: a mais valia que estas experiências têm constituído para os seus alunos e no papel essencial da sua formação enquanto cidadãos.
Por último, foi abordado o papel importante da Associação Yay, no apoio às famílias de crianças e jovens com necessidades educativas especiais, e o caminho que falta ainda percorrer para inclusão plena destes indivíduos.
“Helena Pina Vaz irá deixar uma marca no voluntariado e no trabalho em prol do outro no nosso concelho”, rematou Liliana Pereira.

Comentários

topo