País

Sede regional do Chega dos Açores foi vandalizada: “Não aceitam a democracia”, acusa o partido

(C) Chega Açores
Partilhe esta notícia!

O Chega através das suas redes sociais mostrou a indignação perante o “ato de vandalismo” na sede regional do Chega Açores. Escreve o partido que “a falta de capacidade para participar no jogo democrático das esquerdas e extrema esquerda é evidente senão mesmo gritante. Quando os argumentos escasseiam passam ao vandalismo, quando perdem o norte destroem, tentam ilegalizar ou usar de todo o tipo de golpe baixo para tirar os seus adversários políticos do caminho. Não passarão. Pelo medo ou de forma menos leal e honesta não chegarão lá. Venham a jogo no debate democrático e tentem”.

Esta não é a primeira vez que o Chega é alvo de ataques de vandalismo pois anteriormente muitos cartazes do partido tinham sido já rasgados e pintados com insultos.

Comentários

topo