País

Presidente interino da TAP passou a ganhar o dobro com o aval do governo

HORACIO VILLALOBOS / GETTY
Partilhe esta notícia!

De acordo com o jornal <em>económico online ECO, este montante é quase o dobro do que o gestor ganhava no anterior cargo de administrador operacional (chief operating officer), mas fica abaixo da remuneração do antecessor Antonoaldo Neves. O aumento foi decidido em outubro pela Comissão de Vencimentos da TAP, onde o Estado não está representado, começando a ser pago agora e, diz o ECO, o Governo teve conhecimento do aval às alterações.

Ramiro Sequeira recebia 17 mil euros brutos por mês e o salário passa agora para 35 mil euros brutos, com efeitos retroativos a 17 de setembro, data em que teve efeito a sua nomeação como presidente executivo interino. A atualização salarial de Ramiro Sequeira foi aprovada pela comissão de Vencimentos e, apesar de o Governo não estar representado nesta comissão, foi o próprio Executivo a avançar com este salário quando propôs que o gestor acumulasse as funções de presidente interino com as que já tinha de administrador com a pasta operacional, adianta ainda o ECO.

Comentários

topo