Vila Verde

Vila Verde. Câmara gasta mais de 850 mil euros na compra do edifício da IEMinho

(c) Direitos reservados

O executivo camarário PSD propôs a compra do edifício da IEMinho situado em Soutelo por mais de 850 mil euros. O PS reagiu: “uma segunda vaga da ruína do negócio da IEMinho. É um ano de IRS dos vila-verdenses. É mais um negócio ruinoso em Vila Verde”.

António Vilela argumentou a compra como uma mais-valia para Vila Verde mas o executivo PSD ainda não sabe qual o projeto e finalidade final do edifício: “estamos a estudar qual o melhor para o edifício. Pode ser Ensino Superior, ou mesmo continuar no esquema atual”.

Sem argumentos definidos o sentido de voto do CDS foi a abstenção, pois “ainda não há projeto que nos faça acreditar nesta compra”.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo