País

“Por favor, fiquem em casa, estamos no limite” apelou a ministra da Saúde

(C) LUSA
Partilhe esta notícia!

Segundo avança o Jornal de Notícias numa visita ao Hospital Garcia de Orta, em Almada, a ministra da Saúde Marta Temido deixou avisos e um forte apelo à população para que cumpra o confinamento.

A ministra da Saúde admitiu hoje que todo o sistema de Saúde, incluindo Serviço Nacional de Saúde (SNS), setor social e privado e estruturas de retaguarda, está próximo do limite.

“Estamos a pôr todos os meios que existem no país a funcionar, mas há um limite e estamos muito próximos do limite. E os portugueses precisam de saber disso”, afirmou Marta Temido à saída de uma reunião no Hospital Garcia de Orta, em Almada.

Em declarações aos jornalistas, a ministra da Saúde referiu os dados mais recentes da Direção-Geral da Saúde, que revelam 10.385 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas e um novo recorde no número de internamentos, para sublinhar a gravidade da situação epidemiológica no país.

“É um sinal de elevada preocupação”, afirmou, reforçando que a saúde está “numa situação de extremo esforço.

Comentários

topo