Educação

‘Aulas’ para o ensino secundário com canal exclusivo na televisão por cabo e TDT

(c) LUSA
Partilhe esta notícia!

1,2 milhões de alunos que voltam a ser obrigados a trocar, por tempo indefinido, as salas de aula

Os alunos do 1.º ao 12.º ano retomam hoje as atividades letivas, mas longe das escolas, regressando das férias antecipadas para o já conhecido ensino a distância que marcou o final do ano letivo passado. No total, são cerca de 1,2 milhões de alunos que voltam a ser obrigados a trocar, por tempo indefinido, as salas de aula pelas suas casas, quase um ano depois de, em março, o Governo ter encerrado as escolas e implementado o ensino a distância para conter a pandemia de covid-19. Se no ano passado o novo regime surpreendeu a comunidade educativa, desta vez já se previa essa possibilidade quando, há duas semanas, se anteciparam as férias e suspenderam as aulas, tal como noticiou o Semanário V.

Ensino secundário disponíveis nas plataformas digitais do projeto #EstudoEmCasa

Os conteúdos para o ensino secundário disponíveis nas plataformas digitais do projeto #EstudoEmCasa vão passar também a ser difundidos na televisão a partir de segunda-feira, quando recomeçam as aulas, foi hoje anunciado.

“Na perspetiva de proporcionar um acesso universal, os conteúdos relativos ao ensino secundário veem a sua distribuição alargada à televisão, à semelhança do que acontece no ensino básico”, refere, em comunicado, o Ministério da Educação. Os blocos pedagógicos temáticos semanais produzidos para o ensino secundário e que têm vindo a ser disponibilizados na RTP Play, vão passar a estar acessíveis na posição 8 (posição 9 nos Açores e na Madeira) da televisão digital terrestre (TDT) e na posição 444 das operadoras de cabo.

“Num momento em que, por força da pandemia, é necessário voltar ao ensino a distância, ter redundância na disponibilização de recursos pedagógicos é especialmente relevante”, considera o ministério de Tiago Brandão Rodrigues.

O #EstudoEmCasa passa, desta forma, a estar disponível na televisão, do 1.º ao 12.º anos de escolaridade

O #EstudoEmCasa passa, desta forma, a estar disponível na televisão, do 1.º ao 12.º anos de escolaridade, de segunda a sexta-feira, e cobrindo a maior parte das componentes curriculares dos cursos científico-humanísticos (do 10.º ao 12.º ano) e dos cursos profissionais (do 1.º ao 3.º ano). Os blocos pedagógicos temáticos diários do ensino básico são transmitidos na RTP Memória e os do ensino secundário nos canais 8 e 444, das 09h00 às 16h30, com interpretação em língua gestual, detalha o ministério da Educação.

Todos os conteúdos permanecem disponíveis na RTP Play, através da aplicação #EstudoEmCasa, e nas plataformas de videoclube nas diferentes operadoras cabo, segundo o ministério. O projeto #EstudoEmCasa é uma parceria do Ministério da Educação com a RTP, contando com o apoio das Editoras Leya e Porto Editora.

Para a edição 2020/2021, foram criadas uma equipa de coordenação e uma equipa específica para o seu desenvolvimento, composta por mais de quatro dezenas de professores e cinco intérpretes de Língua Gestual Portuguesa, estando a responsabilidade pedagógica a cargo da Direção-Geral da Educação.

Com Agência LUSA

Comentários

topo