Braga

Câmara de Braga muda nome da ‘central de camionagem’ e fixa taxas de utilização

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

A Câmara Municipal de Braga aprecia na próxima segunda-feira, em reunião do executivo, o Regulamento de Utilização e Funcionamento do Centro Coordenador de Transportes de Braga (CCTB), mais conhecido por Central de Camionagem, que passa a ser gerido e explorado pelo município a partir do próximo mês de março, segundo avança o Diário do Minho. O documento é acompanhado de um estudo de natureza económico-financeira, integrando a tabela de taxas a cobrar aos diversos operadores económicos envolvidos, preços, previsão de receitas municipais e custos, segundo a mesma fonte.

Central de Camionagem em estrado degradado

A Central de Camionagem de Braga é conhecida pelo seu estado degradado com os utilizadores a mostrarem cada vez mais a sua frustração e mal-estar com as condições principalmente dos ‘WCs’. O espaço exterior sofreu obras no melhoramento do estacionamento mas o conforto e o estado interior continua ‘à espera de obras’ tal como avançou ao V um utilizador daquele espaço.

‘Central de Camionagem’ de Braga em estado degradado revolta utilizadores

Câmara Municipal de Braga quer intervir e requalificar o edifício

A Câmara Municipal de Braga já estará a trabalhar no projeto de requalificação do edifício da Central de camionagem em S. Vicente. A novidade foi adiantada este fim-de-semana pelo social democrata João Granja, no programa de debate político da Rádio Universitária do Minho. (RUM)

No programa Praça do Município da RUM, deste fim-de-semana este voltou a ser um dos temas de discussão e João Granja anunciou que a autarquia está a trabalhar nesse dossier. “O projeto de remodelação já está em curso. Foi rebatizado antes de ser arranjado, mas vai ser arranjado. Naturalmente não se esperava que com o rebatizar o milagre se operasse só com esse facto. O que é preciso ali é haver intervenção no espaço físico, nas lojas e sobretudo na zona da casa de banho que são de facto estruturas deploráveis, muito degradadas, muito antigas, sem fiscalização e sem apoio”, disse o deputado municipal do PSD.

Jorge Cruz disse que “a central passa a chamar-se centro coordenador de transportes de Braga, grande medida, finalmente vemos a câmara municipal a tomar uma medida de fundo para resolver o problema”. O comentador sublinha que o documento submetido a votação de executivo esta segunda-feira “é ridículo” porque vai fixar as taxas de utilização. “Para faturar, a câmara está disponível, mesmo reconhecendo que aquilo está na situação em que está”, acrescentou em declarações à RUM.

Comentários

topo