Braga

Distrito de Braga sem concelhos de ‘risco extremo’ à Covid-19

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

Portugal tem 15 concelhos em risco extremo de infeção face à semana anterior, após a saída de 104 municípios desta lista, segundo os dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Há uma semana, Portugal tinha 119 dos 308 concelhos em risco extremo devido ao número de casos de covid-19, o que representava 38,6% do total. Hoje esse valor situa-se nos 4,8%. O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado esta segunda-feira reporta a um período de incidência cumulativa a 14 dias entre 03 e 16 de fevereiro.

Há duas semanas estavam em risco extremo 219 dos 308 concelhos.

Na nota explicativa dos dados por concelhos é referido que a incidência cumulativa “corresponde ao quociente entre o número de novos casos confirmados nos 14 dias anteriores ao momento de análise e a população residente estimada”. Os 15 municípios que permanecem em risco extremo são Aljustrel, Gavião, Manteigas, Resende, Arronches, Boticas, Rio Maior, Castanheira de Pera, Castelo de Vide, Monchique, Moura, Sernancelhe, Setúbal, Ferreira do Alentejo e Penela.

Minho sem concelhos de risco extremo

A incidência de novos casos de Covid-19 desceu em todos os concelhos da zona do Minho, mostra o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde desta segunda-feira. No distrito de Braga há 11 concelhos em risco elevado (entre 240 e 480 casos por 100 mil habitantes) e três em risco moderado. No Alto Minho, à exceção de Viana do Castelo, todos os municípios desceram de patamar. Oito concelhos estão, assim, em risco muito elevado e dois em elevado.

No distrito de Braga, os três concelhos em risco moderado são os seguintes: Vizela (213), Celorico de Basto (215) e Cabeceiras de Basto (192). Nos restantes, em risco elevado, as taxas de incidência são estas: Esposende (366), Póvoa de Lanhoso (302), Barcelos (371), Vila Verde (262), Guimarães (291), Terras de Bouro (362), Famalicão (376), Braga (282), Vieira do Minho (448), Amares (314) e Fafe (293).

Comentários

topo