País

Por um “Portugal Digital mais igual” em debate no Dia Internacional da Mulher

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

Na próxima segunda-feira, Dia Internacional da Mulher, pelas 15H00, debate-se o papel das mulheres no setor tecnológico, na sessão “Portugal Digital mais Igual – Iniciativas onde as mulheres (já) tem um lugar ativo”, organizada pelo Programa INCoDe.2030, em parceria com a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, a Estrutura de Missão Portugal Digital e o .PT. A sessão de abertura será presidida por Rosa Monteiro, Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade.

Qual o papel das mulheres e o que verdadeiramente as pode motivar no setor da Tecnologia? Como podemos reduzir as diferenças de género? Quais são os principais desafios que as mulheres enfrentam nesta área? De que forma podemos atrair (ainda) mais mulheres para o digital?

A reflexão sobre estes temas, bem como a apresentação de iniciativas e projetos onde as mulheres (já) têm um lugar ativo, serão conduzidos por Luisa Ribeiro Lopes, Coordenadora do Eixo da Inclusão do Programa INCoDe.2030 e Presidente do .PT, e contará com a participação do MUDA – Movimento pela Utilização Digital Ativa, da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, da ENSICO – Associação para o Ensino da Computação, do CDI Portugal e da APDC – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações.
“A igualdade de género é um dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável que o Mundo traçou para alcançar em 2030 e esta igualdade tem várias dimensões. Uma delas é sem dúvida a inclusão digital e a presença das mulheres na ciência e na tecnologia. Em Portugal, as mulheres representam menos de 20% dos profissionais de TIC. A desconstrução de estereótipos começa na educação, formação, sensibilização, socialização no seio da família, da escola, da sociedade, do mercado de trabalho, e isto leva tempo. Queremos um Portugal Digital, mas um Portugal Digital mais igual”, sublinha Luisa Ribeiro Lopes, Coordenadora do Eixo da Inclusão do Programa INCoDe.2030 e Presidente do .PT
Se, por um lado, o digital é gerador de inovação e quebra barreiras, por outro, tem vindo a demonstrar que existe ainda um longo caminho para se atingir a igualdade de género. É uma área predominantemente masculina, aprofundada na liderança. Com este debate, pretende-se reforçar um objetivo que é transversal a toda a sociedade portuguesa e de efeito duradouro: uma cidadania mais ativa e um país mais qualificado, capacitado e igualitário, utilizando a acelerada transformação digital para criar valor transversal.
O debate está agendado para dia 8 de março, entre as 15H00 e as 17H00 e pode ser assistido em direto, através do site do Programa INCoDe.2030.

Sobre a iniciativa INCoDe2030

INCoDe2030 é uma iniciativa integrada de política pública dedicada ao reforço de competências digitais e perspetiva-se num âmbito alargado para a promoção integrada do desenvolvimento digital, começando pela inclusão e a literacia digitais, passando pela educação das novas gerações, desde a infância, pela qualificação da população ativa até à especialização de pessoas licenciadas para ocuparem empregos digitais avançados e à investigação, de forma a converter o país num impulsionador efetivo dos novos desenvolvimentos digitais.

Comentários

topo