Braga

Braga, Guimarães e Famalicão criam ‘Prémio Alberto Sampaio’ de 6.000 euros

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

Os Municípios de Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão, juntamente com a Sociedade Martins Sarmento, com o objectivo de homenagear e manter viva a pessoa e obra deste vulto da historiografia portuguesa, voltam a unir-se para promover o Prémio de História Alberto Sampaio.
Com a atribuição deste prémio, no valor de 6.000 euros, visa-se promover o desenvolvimento dos estudos científicos e de investigação nas áreas relacionadas com o legado do historiador minhoto, especialmente nas disciplinas da História Social e Económica, competindo à Academia das Ciências de Lisboa a organização, a direcção científica do prémio e a designação do júri.
Os estudos concorrentes, a enviar para a Academia das Ciências de Lisboa até 31 de Maio de 2021, podem resultar ou ter por base trabalhos académicos, nomeadamente dissertações de mestrado ou teses de doutoramento, desde que respeitem o Regulamento.
Recorde-se que Alberto Sampaio nasceu em Guimarães no ano de 1841, fez os estudos liceais em Braga e veio a falecer na freguesia de Cabeçudos, em Vila Nova de Famalicão, a 1 de Dezembro de 1908.
Para mais informações pode consultar o regulamento do Prémio de História Alberto Sampaio 2021 aqui.

Comentários

topo