Vila Verde

Santa Casa de Vila Verde aprova relatório de contas de 2020 em mais de 23 milhões de euros

Partilhe esta notícia!

A Assembleia-Geral da Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde, reunida no dia 25 de Março, em sessão ordinária, aprovou por unanimidade o Relatório de Atividades e Contas referentes ao ano de 2020, num total de mais de 23 milhões de euros.

Em nota enviada ao Semanário V, a Santa Casa diz que este “foi, sem dúvida, um ano atípico, difícil, e que não nos permitir cumprir com todas as atividades que, em 2019, havíamos proposto para 2020.” Citando o parecer do Conselho Fiscal, a Santa Casa esclarece que “no Relatório cumpre-nos registar o volume de atividades ajustadas às circunstâncias e condicionamentos impostos pela pandemia, dando especial importância às áreas social (idosos, infância e deficiência) e da saúde. Neste aspeto, salienta-se a remodelação do bloco operatório do hospital, possibilitando uma melhoria dos serviços prestados aos utentes em geral e no âmbito do contrato-programa outorgado com a ARS-Norte. Referência, a par da candidatura para remodelação do Lar Residencial e ampliação do C.A.O/CAARPD (Centro de Atendimento, Acompanhamento e Reabilitação Social para Pessoas com Deficiência e Incapacidade), para a conclusão da terceira fase do projeto de remodelação do Lar1. De assinalar, também, o volume de formação no âmbito dos Projetos POISE/Portugal 2020, e admissão de 60 novos colaboradores. Nas Contas de Gerência, em ano de pandemia, são de referir, em primeiro lugar, a diminuição do volume de negócios e o aumento dos custos necessário à proteção dos utentes e colaboradores; e, em segundo lugar, que, apesar disso, a situação financeira da instituição apresenta indicadores rácios de solvabilidade (…) e de rendibilidade (…) que refletem a positiva estabilidade económica da Instituição.”

Adianta aina que o Conselho Fiscal dá o parecer favorável ao Relatório de Atividades e Contas de Gerência de 2020 da Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde “louvando a gestão sustentável da Mesa Administrativa, especialmente do Provedor Bento Morais.”

 

No mesmo sentido, foi ainda aprovado um Voto de Louvor aos profissionais de saúde da Instituição, proposto pela Mesa Administrativa, que se transcreve:

“A Mesa Administrativa da Santa Casa da Misericórdia apresentou, na reunião da Assembleia-Geral efetuada no dia vinte e cinco de março do ano de dois mil e vinte e um, um voto de louvor aos profissionais de saúde que integram todas as valências da instituição nos seguintes termos:

  1. A pandemia trouxe dificuldades e limitações acrescidas para quem lida diretamente com os utentes que recorrem aos serviços de saúde, aos serviços sociais ou a qualquer outra valência da Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde;
  2. Pelo facto de ser uma IPSS, os riscos não são menores em relação a qualquer outra instituição de cariz exclusivamente público. Todo o pessoal luta e empenha-se para que nada falte a todos os pacientes, nunca se inibindo a cumprir e dar assistência no que concerne aos cuidados de saúde exigidos, enfrentado o inimigo invisível que a qualquer momento pode revelar-se;
  3. É revoltante e sem sentido, nesta fase de vacinação, os profissionais de saúde do Hospital não terem sido ainda vacinados, quando nos hospitais, nos Centros de Saúde e noutras instituições públicas isso já tenha acontecido, mas, mesmo assim, não olham aos perigos que enfrentam;
  4. É injusto não se categorizar de igual modo, a nível de vacinação (e não só!), todos os profissionais de saúde, independentemente do seu estatuto público, privado ou social, sendo este um parceiro de suma importância para o Estado e, consequentemente, para os cidadãos. Esta lacuna da sua não proteção contra a COVID 19 confere-lhes um mérito ainda maior;
  5. É muito meritório o trabalho do pessoal desta instituição, continuando motivado, não olhando a essas injustiças e a esses desequilíbrios que são visíveis;

Atendendo ao supradito, a Mesa Administrativa da Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde entendeu apresentar um voto de louvor a todos os profissionais de saúde pelo seu exemplo, pelo seu profissionalismo, pela sua competência, pela sua excelente pedagogia, pela sua responsabilidade, pelo seu empenho de sempre, mormente neste período tão crítico para todos os que trabalham, afincadamente, ao serviço da saúde de todos nós.”

Hospital de Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde.

Comentários

topo