País

Espanha mantém fronteira com Portugal fechada até pelo menos 16 de abril

(C) LUSA
Partilhe esta notícia!

Espanha vai manter até pelo menos até 16 de abril os controlos na fronteira com Portugal por causa da situação epidemiológica da covid-19 em ambos os países, segundo uma decisão publicada hoje no boletim oficial do Estado espanhol.

“A situação epidemiológica em Espanha e Portugal aconselha à manutenção de medidas preventivas de restrição de mobilidade no interior do território e, correspondentemente, após consultas com as autoridades portuguesas, decidiu-se manter os controlos na fronteira interior terrestre entre ambos os países para além da Semana Santa”, lê-se na ordem do Ministério do Interior espanhol.

Na quinta-feira, o primeiro-ministro português, António Costa, já tinha dito que a fronteira ibérica continuaria fechada “com aquelas exceções que são conhecidas e têm vindo a ser praticadas”, sem avançar datas para a reabertura.

A fronteira com Espanha está fechada desde 31 de janeiro e só podem passar nos pontos autorizados os transportes internacionais de mercadorias, trabalhadores transfronteiriços e sazonais documentados, veículos de emergência e socorro e serviço de urgência.

No diploma do Ministério do Interior espanhol considera-se que o prolongamento do fecho da fronteira é “uma medida proporcional à gravidade da situação e é congruente com as medidas adotadas no interior do território espanhol”.

Em Espanha existem várias restrições à mobilidade da população que vigoram até 09 de abril para evitar deslocações durante a Semana Santa.

Portugal está pela 14.ª vez desde março de 2020 em estado de emergência justificado com a pandemia da covid-19, decretado de 01 a 15 de abril.

A pandemia provocou, pelo menos, 2.829.089 mortos no mundo, resultantes de mais de 129,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.868 pessoas dos 822.862 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Comentários

topo