Barcelos

Barcelos. ‘Transforma Portugal’ financia voluntariado de estudantes do IPCA

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

O IPCA associou-se ao programa Transforma Portugal, destinado a financiar projetos de voluntariado e intervenção cívica desenvolvidos por estudantes do ensino superior e que visem a concretização de ações relacionadas com a pandemia da COVID-19.

Até ao próximo dia 30 de maio, os estudantes do IPCA podem candidatar os seus projetos através da plataforma Transforma Portugal. Para tal, devem constituir uma equipa com um número mínimo de três estudantes e que pode incluir, além destes, docentes ou colaboradores.

Através da plataforma Transforma Portugal, os estudantes podem candidatar-se a um financiamento até 400 euros que lhes permitirá concretizar o seu projeto, bem como divulgar as ações que irão realizar no âmbito do mesmo.

O Programa Transforma Portugal foi lançado pela Fórum Estudante, contando com o apoio de várias entidades, entre as quais o Ministério da Ciência Tecnologia e Ensino Superior, o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e, ainda, a Secretaria de Estado da Juventude.

O IPCA associou-se a este programa em colaboração com a Associação Académica (AAIPCA) como forma de incentivar e auxiliar os seus estudantes no desenvolvimento de ações de voluntariado.

Para a presidente do IPCA, Maria José Fernandes, “a participação dos estudantes em projetos de voluntariado representa não só uma atitude cívica com benefícios sociais para a região do Cávado e do Ave, mas também uma oportunidade de enriquecimento pessoal através do desenvolvimento de novas competências”.

“Fazer voluntariado é um ato que revela sentido de responsabilidade e espírito solidário”, refere Maria José Fernandes, acrescentando que “a participação neste tipo de ações contribui, por exemplo, para a aprendizagem prática do trabalho em equipa e das habilidades de relacionamento interpessoal”.

“Estas são algumas das razões por que, hoje em dia, muitas empresas valorizam bastante a participação em ações de voluntariado no currículo dos jovens à procura de emprego, sendo, frequentemente, um fator decisivo no momento de contratar”, salienta a presidente do IPCA.

Neste período inicial do Transforma Portugal, o foco principal estará em ações relacionadas com a COVID-19, sendo elegíveis atividades nas seguintes áreas:

Ações de sensibilização e mobilização para a redução dos contágios, quer em iniciativas que visem os estudantes, quer em iniciativas para a comunidade;
Ações de apoio a estudantes em situação de confinamento;
Ações de serviço na comunidade, respondendo a necessidades específicas e emergentes no quadro da Covid19, designadamente auxílio a instituições de apoio social ou de saúde;
Ações de promoção de saúde mental, reduzindo os impactos negativos da pandemia.
Na aprovação das candidaturas serão privilegiadas as ações que tenham lugar no território em que se inserem as instituições de ensino superior aderentes. No caso do IPCA, os projetos a apresentar devem, por isso, destinar-se à região do Cávado e do Ave.

Além da candidatura ao financiamento de projetos, os estudantes podem também registar-se na plataforma Transforma Portugal como voluntários, aderindo assim à rede de solidariedade e voluntariado.

Todas as informações sobre o processo de candidatura de projetos estão disponíveis aqui

Comentários

topo