Vila Verde

“Município e Juntas fazem muito mais do que seria imaginável para ajudar as pessoas”, António Vilela

(c) Município de Vila Verde
Partilhe esta notícia!

O Município de Vila Verde assinalou o dia da liberdade com o hastear das bandeiras numa cerimónia simples e simbólica nos Paços do Concelho. Ao longo do dia, através da página oficial do município são transcritos os discursos dos partidos com assento na Assembleia Municipal de Vila Verde.

Discurso do Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde na íntegra

«A Revolução que, há 47 anos, fez renascer a alegria e a confiança em todos nós!»

Hoje, comemoramos os 47 anos da Revolução de Abril, ainda que, pelo segundo ano consecutivo, de uma forma diferente, sem o calor e o colorido da presença das pessoas.

Fazemo-lo à distância, porém, com determinação acrescida, porque o concelho de Vila Verde, Portugal e o mundo enfrentam uma pandemia que não dá tréguas, mas temos que nos inspirar no exemplo de abnegação, de coragem, de capacidade de sofrimento e de entreajuda que os militares de Abril nos legaram.

Os militares de Abril fizeram renascer a esperança, tornaram possível um novo dia para Portugal e para os Portugueses.

Sobre esse dia, escreveu Sophia de Mello Breyner versos muito inspiradores e com um significado profundo:

Esta é a madrugada que eu esperava
O dia inicial inteiro e limpo
Onde emergimos da noite e do silêncio
E livres habitamos a substância do tempo

De facto, o inconformismo e a tenacidade dos heróis de Abril não podem deixar de nos impelir a sermos igualmente tenazes e focados na luta contra a adversidade e na defesa intransigente da democracia, da dignidade humana e da plena liberdade que a Revolução dos Cravos tornou possíveis.

Os valores e as firmes convicções que nortearam a Revolução são os mesmos que nos convocam a darmos o nosso melhor para ultrapassarmos esta provação com renovadas confiança e esperança na construção de um futuro melhor para os nossos concidadãos.

Apesar do distanciamento social que se impõe para debelar a pandemia, estamos, mais do que nunca, juntos e em uníssono no propósito de virar a página de uma crise sanitária e económico-social de proporções extremamente graves.

O Município de Vila Verde esteve, desde a primeira hora, está e estará sempre atento e atuante na definição de respostas céleres e eficazes para os problemas e as dificuldades emergentes e sobretudo na implementação de medidas de apoio a quem dele mais necessita.

Nesta altura em que a administração central deposita mais responsabilidades na administração local através da transferência de novas competências a que nem sempre corresponde a transferência de recursos, o Município de Vila Verde reforça a sua disponibilidade e o seu empenho na concretização de projetos de vital importância para o desenvolvimento harmonioso do território e para o bem-estar das pessoas.

Uma das grandes conquistas da Revolução dos Cravos foi precisamente este poder autárquico próximo das populações e com uma capacidade de intervenção efetiva, muito para além das meras boas intenções dos discursos. Um poder de proximidade que, com menos, faz muito mais e responde de forma eficaz e efetiva à realização de obras estruturantes para o progresso local.

Neste tempo de dificuldades, as autarquias têm desempenhado um papel central no apoio às famílias, às instituições, às associações e às empresas.

Estimadas e estimados Vilaverdenses,

No concelho de Vila Verde, o Município e as Juntas de Freguesia fazem muito mais do que seria imaginável para ajudar as pessoas e entidades numa situação de maior vulnerabilidade económica e social.

As múltiplas isenções e reduções fiscais, o apoio às autoridades e aos profissionais de saúde, o fornecimento de materiais de proteção e desinfeção contra a pandemia e a estreita colaboração com todos os estabelecimentos de ensino avultam nesta cruzada para debelar uma doença com um impacto muito negativo na vida de todos nós.

Neste momento em que nos é exigido que nos reinventemos para sairmos desta situação particularmente complicada que enfrentamos, impõe-se que avancem obras fundamentais para que as 33 freguesias e uniões de freguesias do concelho de Vila Verde ofereçam a todos excelentes condições de vida, beneficiem de fortes âncoras de desenvolvimento que acrescentem valor à economia local, proporcionem oportunidades de trabalho à população em geral e aos jovens em especial e, assim, os fixem no nosso território.

Assim, a par dos esforços que estão e vão continuar a ser feitos para erradicar a pandemia, prosseguem sólidos e ambiciosos projetos de desenvolvimento em setores nevrálgicos para a modernização do concelho e para a sua afirmação como um território competitivo e ainda mais inclusivo.

Vila Verde está a dar passos decisivos no alargamento e na melhoria de serviços básicos como o abastecimento público de água e principalmente o saneamento, na regeneração urbana, na requalificação da rede viária e no avanço de grandes projetos em ordem à generalização da mobilidade sustentável, aproveitando as potencialidades naturais de excelência que as zonas ribeirinhas e as paisagens de montanha nos oferecem.

O investimento no futuro é também e sobretudo indissociável da continuidade de uma aposta consistente na educação das nossas crianças e jovens, na valorização do conhecimento e na exploração das imensas potencialidades das novas tecnologias da informação e da comunicação.

Esta incontornável vertente do progresso social, que viu abrirem-se novas e auspiciosas perspetivas, em 1974, com o fim da ditadura, justifica novas e redobradas diligências, em parceria com os agrupamentos e escolas concelhios, no sentido de que sejam oferecidas as melhores instalações e os mais modernos equipamentos e recursos para que desafiantes projetos educativos continuem a ser levados a bom porto.

Estimadas e estimados Vilaverdenses,

Esta crise coloca-nos inúmeros obstáculos, mas também nos desafia a sermos criativos e proativos na superação das dificuldades e no planeamento de um futuro com novas oportunidades para os Vilaverdenses.

Neste momento charneira, o poder local é chamado a potenciar e valorizar os seus serviços e os seus recursos em prol do esforço comum que tem que ser feito para revitalizar o tecido produtivo e para proporcionar aos empreendedores motivos de confiança e boas razões para continuarem a investir no concelho.

Temos, todos, uma tarefa hercúlea em mãos, mas tal não nos demove do imperioso dever de tudo fazermos para que os munícipes e as coletividades aqui encontrem as condições necessárias para prosperarem.

Move-nos, isso sim, uma vontade indómita de carrear para o território projetos, obras e ações que o impulsionem e desenvolvam. Desta forma, estamos também a honrar Abril e a fazer jus ao grande desígnio da Revolução de alavancar Portugal, de melhorar a vida das nossas gentes e de libertar o nosso país das amarras de um regime político que agrilhoou Portugal e os portugueses, durante infindáveis décadas, ao marasmo e ao isolamento.

A integração europeia foi uma outra conquista que Abril proporcionou e que o Município de Vila Verde está a saber aproveitar como poucos, captando fundos estruturais que estão a permitir a concretização de projetos verdadeiramente estruturantes para a revitalização e para o desenvolvimento sustentado do concelho.

Abril abriu-nos um mundo de oportunidades, desafiou-nos e continua a desafiar-nos a sermos resilientes e proativos na construção de um futuro melhor, num ambiente de paz, liberdade e prosperidade, para as atuais gerações e para os vindouros.

O caminho não tem sido fácil, mas, inspirados nas virtudes do regime democrático e do pluralismo, os Portugueses têm vindo a construir um país à altura dos reptos de um projeto europeu que, embora enfrentando vicissitudes várias, tem nas coesões social e territorial dois dos seus grandes pilares.

Para que os sonhos da Revolução que, há 47 anos, fez renascer a alegria e a confiança em todos nós, continuem a realizar-se todos os dias é essencial que estejamos imbuídos desse espírito dos heróis que devolveram a Portugal e ao nosso Povo a vontade de sonhar e a oportunidade de viver em liberdade.

Viva o 25 de Abril!
Viva Vila Verde!
Viva Portugal!

Comentários

topo