Vila Verde

Vila Verde. Ponte Romana ‘ao abandono’ em Goães coberta de vegetação selvagem

(c) Semanário V
Partilhe esta notícia!

Em Goães, na União de Freguesias de Ribeira do Neiva, encontra-se uma Ponte seiscentista, que substitui uma primitiva medieval, de tabuleiro em cavalete assente sobre três arcos de volta perfeita, de dimensões desiguais e talha-mares triangulares. Possui um pequeno vão, em arco pleno, na margem direita, para melhor escoar a água na época das cheias. Tem por nome a Ponte Pedrinha de Goães, ou também conhecida por ponte Romana, é parte integrante do Caminho de Santiago que atravessa a freguesia de Goães e o concelho de Vila Verde.

Ponte de paragem obrigatório a quem “faz o caminho de Santiago”

Ponte de paragem obrigatório a quem “faz o caminho de Santiago” está ao abandono das autoridades locais e municipais com a vegetação a tomar conta da pedra seiscentista que se degrada com maior velocidade dado o envolvimento desta vegetação que atinge uma grossura considerável.

Um dos caminheiros falou com o Semanário V e fala em “abandono de um local que poderia ser sem dúvida, um local exemplo no caminho de Santiago e na freguesia. É uma zona de rio, fresca, com espaço para um pequeno parque de descanso para os caminheiros e para quem, apenas por desporto passa pela zona. Infelizmente a ponte passa despercebida a quem por lá passa”.

Património único ao abandono

Na UF de Ribeira do Neiva os populares mostram-se desagradados com a gestão do património das freguesias por parte da Junta de Freguesia e da Câmara de Vila Verde falando num “abandono e desleixo que vai acabar com o aproximar das eleições”. Vilela prometeu nas últimas eleições preservar o património em Vila Verde mas a população da Ribeira do Neiva sente-se esquecida.

Autárquicas. Vilela quer valorizar património histórico, religioso e natural

Comentários

topo