País

Ventura acusa ministro Eduardo Cabrita de “humilhar” os portugueses

(C) LUSA
Partilhe esta notícia!

O presidente do Chega acusou hoje o ministro da Administração Interna de “humilhar” os portugueses a propósito da organização da final da Liga dos Campeões no Porto, no sábado à noite, disputada com público.

“Fica cada vez mais claro que Eduardo Cabrita não tem condições para continuar. Humilhou os portugueses e está na hora de ir embora, mas provavelmente não irá porque é amigo de António Costa”, disse André Ventura, em Coimbra, já depois do encerramento do III congresso do partido, que decorreu no fim de semana.

O líder do Chega salientou que em Portugal os jogos não podem ter público e na Liga dos Campeões já podem, pelo que o “Governo tem de ter um critério coerente”.

“Não podemos dar a imagem que os portugueses não se sabem comportar e os estrangeiros sabem, até porque já vimos, por exemplos, que não sabem [comportar-se]”, frisou.

A final da Liga dos Campeões decorreu no Porto, no sábado, num jogo com a presença de adeptos ingleses, que durante os últimos dias estiveram aglomerados no centro da cidade, a maioria sem cumprir as regras ditadas pela pandemia de covid-19, como o uso de máscara e o distanciamento físico.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.535.376 mortos no mundo, resultantes de mais de 169,8 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.023 pessoas dos 848.658 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Comentários

topo