Vila Verde

Lixo acumulado em várias freguesias volta a ser ‘cartão de visita’ em Vila Verde

(C) Carlos Dobreira
Partilhe esta notícia!

Vila Verde volta a viver dias de contestação ao serviço de recolha do lixo no concelho e as opiniões dividem-se entre o civismo e o serviço que fica aquém do espectável.
A junta da freguesia da Loureira avançou com uma denúncia contra “quem deitou arbustos” num dos contentores que são alvo de maior contestação e onde é visível, muitas vezes, lixo espalhado no chão e um mau cheiro que revolta os populares da rua onde os contentores estão colocados.

Os contentores colocados na Rua 25 de abril na freguesia da Loureira voltam a estar na ordem do dia na freguesia. Um morador denunciou a situação de lixo amontoado e espalhado pelo chão.
“A vergonha do lixo continua e não estamos em Agosto, a Rua 25 de Abril, merece respeito. Não nos basta as ruas da freguesia estarem esventradas com obras que nunca mais acabam, ainda se tem que levar com esta pouca vergonha do lixo, que já vai ganhando foros de pouca decência”, escreve um morador.

Vila Verde. Lixo ‘amontoado’ na Loureira causa mau cheiro e ‘divide opiniões’

Um ativista esteve na zona de Aboim da Nóbrega e em Mixões da Serra e denunciou lixo espalhado junto aos contentores, bermas com lixo e a zona de Mixões com problemas de mau cheiro devido aos contentores lá colocados.

Escreve o ativista Carlos Dobreira que “foi com surpresa que constatei a imundície em vários contentores, ruas e espaços públicos das localidades de Aboim da Nóbrega e em Mixões da Serra”.

Lixo diversificado fora dos contentores

Desde malas, resíduos de construção e demolição e cartão junto a contentor na Estrada Municipal 548, era visível ainda outro contentor absolutamente cheio e com lixo espalhado na Estrada Municipal 1145 a poucos metros da Escola do 1.° Ciclo.

Segundo Carlos Dobreira, em Aboim da Nóbrega é notório que a separação de resíduos tem de ser uma aposta por forma a dar outra imagem consentânea com a sua beleza paisagística.

Vila Verde. Ativista denuncia ‘lixeira’ em Mixões da Serra e Aboim da Nóbrega

Comentários

topo