Vila Verde

Vila Verde. Lixo amontoado em Soutelo apesar dos avisos de incumprimento

(C) Carlos Dobreira
Partilhe esta notícia!

A freguesia de Soutelo acordou com a zona junto à igreja e imediações da mesma com lixo ‘amontoado’ fora doa contentores subterrâneos e nas bermas da rua adjacente. O ativista Carlos Dobreira, em comunicado enviado ao Semanário V conta que, “alertado por residentes em Soutelo, desloquei-me às imediações da Igreja desta freguesia do concelho de Vila Verde. Na Rua em causa, o cheiro é intenso e proveniente de resíduos domésticos, resíduos recicláveis e lixo indiferenciado. Estamos a poucos metros da Igreja. É uma quantidade vergonhosa que ocupa até alguns metros da berma da estrada”.

Lixo doméstico e outro diferenciado

Do lixo observado destaca-se saco de ração para cães, caixas de medicamentos, embalagens de leite, caixas de cartão, um balde, sacos diversos de ração, sacos com embalagens de leite, estilhaços de vidro, caixa de cartão de embalagens de leite magro, coxas de frango, garrafas de vidro e muitos sacos com restos de comida.

Sinais de alerta e aviso

Junto a este cenário estão ecopontos e placa de sinalização bem visível onde se alerta para a proibição de deposição de resíduos domésticos. Numa outra placa surge a indicação dos dias da recolha de “lixo” e horários em que se pode proceder à deposição do mesmo.

“Tudo surreal e até inadmissível dado que hoje existem soluções como a contentorização, as ilhas ecológicas ou a recolha porta à porta. Do exposto será dado conhecimento à Câmara Municipal de Vila Verde e à GNR”, conclui Carlos Dobreira.

Comentários

topo