Vila Verde

Secundária de Vila Verde assina “Compromisso Verde” em defesa do ambiente

(c) Escola Secundária de Vila Verde
Partilhe esta notícia!

No dia 4 de junho, antecipando o Dia Mundial do Meio Ambiente, na Escola Secundária de Vila Verde, realizou-se o 2º Conselho Eco-Escolas e assinatura do Compromisso Verde, da Juventude da ESVV.
Estiveram presentes o Diretor, João Graça, as coordenadoras do Eco-Escolas, professoras Graça Balreira e Gracinda Castanheira, o professor Mota Alves, presidente da ATAHCA, o Assessor, José Oliveira, os Delegados de Turma, a Associação de Estudantes, professores e as turmas, via Teams.
Deste modo, cumpriu-se um dos passos fundamentais para a coordenação do Programa Eco-Escolas, dando a conhecer a todos a monitorização e o progresso das atividades propostas no plano de ação do mesmo, para o ano letivo em curso.

O “Compromisso Verde” da Juventude resulta de um desafio do Ministério da Educação ao Conselho Nacional de Juventude (CNJ) e à Federação Nacional das Associações Juvenis (FNAJ) para a elaboração de um Compromisso Verde da Juventude, centrado nos temas da sustentabilidade ambiental e da ação climática.
A Escola Secundária de Vila Verde, prontamente aceitou este desafio, pois reconhece que o planeta precisa de respostas que passem pela alteração dos hábitos individuais e coletivos e de medidas políticas que visem a preservação.

O Diretor João Graça apelou à mobilização dos alunos, para concretizar a mudança. Os jovens têm um papel insubstituível enquanto força propulsora da ação para enfrentar os desafios criados pelas alterações climáticas.
A nossa Escola comprometeu-se a envolver toda a comunidade educativa na procura ativa de soluções para cumprir o “Compromisso Verde”, que foi assinado por todos os delegados de turma e que resultou de uma auscultação da comunidade discente do secundário, refletindo as preocupações mais emergentes para reverter a crise ambiental que vivemos!

Após o Conselho Eco-Escolas, um conjunto de alunas procedeu, em cooperação com o Diretor da ESVV e as professoras responsáveis pelo Clube Eco-Escolas, à recolha de todo o lixo produzido nas salas de aulas e espaços comuns da nossa Escola, despejando-o no átrio da Escola.
De seguida, os alunos e os professores separaram os lixos que depois foram devidamente acondicionados, mas não sem antes serem observados pela restante comunidade educativa, para que todos tenham noção do que ainda está por fazer ao nível da separação de resíduos.

Como o uso do plástico está a tornar-se insustentável pelos efeitos nocivos que traz ao equilíbrio ambiental, procedeu-se à inauguração de um dos pontos de água espalhados pela escola, para toda a comunidade educativa poder encher a sua garrafa de água e assim ajudar a diminuir o consumo de plástico.
Deixamos um agradecimento especial aos alunos Beatriz Matos, Bruna Sousa, Filomena Macedo, Inês Azevedo, Inês Costa, Lara Oliveira, Lília Amaro, Lorena Sousa, Lúcia Vilela, Margarida Azevedo, Oriana Mota, Mathilde Andrade, pela pronta e incansável colaboração.

“É com orgulho que verificamos que os nossos jovens acreditam, ainda, que a Escola e as comunidades, podem e devem, ter um papel preponderante na ação ambiental, “Por um PLANETA mais SUSTENTÁVEL!” Uma Escola Faz-se com TODOS!”, escreve a escola em comunicado.

Comentários

topo