Vila Verde

Colaboradores do Município de Vila Verde sofrem pressões por apoiar o Chega

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

O Chega Vila Verde veio a público, através do presidente da concelhia Fernando Feitor, dar conta de denúncias recebidas de coação e pressões a funcionários do município que fazem parte do partido Chega Vila Verde.

“O PSD usa o facto de se manter no poder há décadas à custa de favorecimentos ilícitos”

O Chega em declarações exclusivas ao Semanário V, afirma que “a Câmara Municipal de Vila Verde, paga com o dinheiro dos contribuintes portugueses e de todos vila-verdenses deveria ser o símbolo da democracia que dizem existir no nosso país há 46 anos. De forma oligárquica tem sido utilizado pelo PSD há duas décadas. O Chega orienta-se por valores como a liberdade de expressão e bem estar de todos os portugueses, mas na Câmara Municipal de Vila Verde o PSD usa o facto de se manter no poder há décadas à custa de favorecimentos ilícitos e os mais variados casos que existem a decorrer nos tribunais portugueses, para coagir e prejudicar profissionalmente funcionários que fazem parte do Chega ou os seus familiares, evitando com isso a manifestação da democracia, que é a vontade do povo”.

“Vila Verde é mais conhecida pelas ações judiciais do que pelo seu desenvolvimento”, Fernando Feitor

O Chega Vila Verde promete que não se calará

O Chega Vila Verde diz que não cede a pressões e o caminho até às autárquicas está traçado no concelho de Vila Verde, um resultado histórico e vencer as pressões e injustiças que o concelho de Vila Verde carrega há anos. “Não será dessa forma que irão conseguir silenciar-nos, sabemos o que temos pela frente e a oligarquia que enfrentamos. O Chega irá democraticamente combater qualquer forma de prejuízo a qualquer cidadão vila-verdense, a nossa candidatura, guia-se pela frontalidade e pela liberdade de expressão. Estamos certos de que o povo já se deu conta do que aqui sucede dia atrás dia, e de quem se beneficia por ser partidário do PSD ou não. Estamos no caminho para vencer as eleições e dessa forma acabar com o medo existente em quem aqui trabalha diariamente. O Chega não se calará e denunciará todos os casos dos quais tenha conhecimento. Os vila-verdenses são quem decidem, e creio que irão decidir bem. Só com o vosso apoio venceremos e limparemos a nossa casa para que exista a verdadeira democracia”, disse o Chega Vila Verde ao Semanário V.

Candidatura de Fernando Feitor oficializada por André Ventura

Fernando Feitor é o candidato do Chega por Vila Verde à Câmara Municipal, e na sua apresentação manifestou vontade “de fazer mais por Vila Verde, dar tudo pela minha terra e pela minha gente”, que “não seja só um dormitório de Braga, mas onde seja bom viver”. Fernando Feitor iniciou a sua caminhada ao ataque ao atual executivo. “Vila Verde é mais conhecida pelas ações judiciais do que pelo seu desenvolvimento”, referiu Fernando Feitor em tom irónico mas convicto que quer mudar as mentalidades e quer fazer mais pela terra.

“Lançada a primeira semente para mudar Vila Verde”, Fernando Feitor – Chega

Comentários

topo