Vila Verde

Projeto de Escolas de Prado “Nós Modelamos a Realidade” foi sucesso entre alunos

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

O projeto “Nós Modelamos a Realidade” tem por objetivo levar os alunos a observar, ler e interpretar o mundo à sua volta utilizando a linguagem matemática. Assim, pretende-se promover a investigação e exploração das relações entre conceitos matemáticos e objetos reais, bem como melhorar as competências digitais dos alunos através da utilização de softwares.

Neste projeto eTwining, fundado pelo Agrupamento de Escolas de Prado e pela Escola Secundária de Barcelinhos, a que se juntou uma escola Italiana, o Agrupamento de Escolas de Sá de Miranda e o Agrupamento de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva.

O Departamento de Matemática e Ciências Experimentais do Agrupamento de Escolas de Prado teve previsto no seu Plano Anual de Atividades do ano letivo transato a determinação da Pegada Ecológica dos alunos dos segundo e terceiro ciclo, sensibilização dos alunos para a importância de reduzir a referida Pegada de preservar utilizar os recursos do planeta de forma mais justa e sustentável.
Os alunos já calcularam a sua Pegada Ecológica e foram sensibilizados nas aulas de Ciências Experimentais e de Cidadania sobre esta temática.

Das diferentes atividades que integraram este projeto de trabalho colaborativo destacam-se a modelação com recurso ao software de geometria dinâmica Geogebra e o cálculo da pegada ecológica dos alunos das escolas parceiras. Assim, após aplicação de um questionário devidamente validado, concluímos que o valor obtido para a pegada ecológica dos nossos alunos não variava muito, sempre com valores muito elevados.
Importa desde já definir o que significa esta unidade hectares globais (gha). A mesma permite comparar diferentes padrões de consumo e verificar se estão dentro da capacidade ecológica do planeta. Um hectare global significa um hectare de produtividade média mundial para terras e águas produtivas num ano.
Na Escola Básica de Prado, o estudo incidiu sobre a totalidade dos estudantes sendo o valor apurado de 6gha. Um valor elevado quer em relação ao contexto nacional, 3,9 gha e mundial 1,7gha. De notar que Portugal e pelo menos outros 130 países consomem mais recursos do que aqueles que a natureza consegue disponibilizar. A alimentação e os transportes têm um peso preponderante na pegada ecológica produzida.

Dados disponibilizados pela Universidade de Aveiro, indicam que a média portuguesa da pegada ecológica se situa nos 3,94 gha por pessoa. No mundo esse valor é de 1,7 hectares globais por pessoa, cerca de 70% a mais do é suportado pela terra. A média, nos nossos cálculos para os alunos da Escola Básica de Prado, considerando a totalidade dos alunos dos 2º e 3º ciclos, ronda os 6 gha por aluno.

O projeto foi agora encerrado com uma videoconferência que ocorreu no dia 11|6/21 e que contou com a participação da Professora Martinha Soares que abordou o tema “Pegada Ecológica” de uma forma magistral. A sessão de trabalho foi aberta pelo Diretor do Agrupamento de Escolas de Prado. Presentes estiveram 8 professores e 4 turmas, duas do 7ºano e duas turmas respetivamente do 10 e 11º do curso de turismo rural e ambiental da Escola Secundária de Barcelinhos; 4 professores e 3 turmas do sétimo ano do Agrupamento de Escolas de Prado, 1 professor e 1 turma do Agrupamento de Escolas de Sá de Miranda e 1 professor do Agrupamento de escolas de Moure e Ribeira do Neiva.

Comentários

topo