País

Covid-19. BE quer travar confinamentos e apresenta medidas alternativas

(C) LUSA
Partilhe esta notícia!

O Bloco de Esquerda criticou as medidas de confinamento de uma região para combater a covid-19, como está a acontecer na Área Metropolitana de Lisboa, apresentando uma série de “medidas alternativas” para conter a quarta vaga.

“O primeiro passo é conter e quebrar as cadeias de transmissão” das infeções, defendeu a coordenadora do partido, Catarina Martins em conferência de imprensa hoje realizada em Lisboa.

“As medidas de confinamento de uma região não são necessariamente as mais capazes”, acrescentou.

Numa altura em que a nova vaga da pandemia já é encarada de outra forma, “por já haver vacinação e já se ter aprendido com as outras vagas”, Catarina Martins sublinhou que o grande objetivo agora é “evitar um novo confinamento”.

“Mais do que parar a atividade, é preciso fazer a atividade de outra forma, mais ao ar livre e evitando aglomerados”, afirmou.

Por outro lado, referiu, é preciso “recuperar o SNS [Serviço Nacional de Saúde] e os cuidados ‘não-covid” e deixar de fazer uma gestão das equipas de saúde “ao mês”.

“O Governo fez sempre gestão a curto prazo e as equipas de saúde pública continuam a ser contratadas ao mês”, mas é preciso “ter equipas mais estáveis e durante períodos muito mais longos para que a resposta seja mais consistente”, considerou.

Comentários

topo