Vila Verde

Sílvia Pinto levou Vila Verde aos quatro cantos do mundo e brilhou no Got Talent

(C) Frame RTP
Partilhe esta notícia!

Sílvia Pinto natural de Vila Verde teve uma prestação que levou a plateia e os jurados do Got Talent Portugal às lágrimas. Com a sua voz sublime Sílvia Pinto “abriu o livro” e levou longe o nome de Vila Verde na televisão portuguesa. Sílvia Pinto tinha já marcado a televisão com a presença em programa da TVI onde contou a sua história de vida tal como noticiou o Semanário V.

A sua prestação imaculada deu-lhe acesso às meias-finais selecionada pelo júri do concurso.

O Semanário V falou em exclusivo com Sílvia Pinto que contou o seu percurso pelo Got Talent e todas as emoções que sentiu em palco e na sua vida.

Ao V Sílvia conta que “O mundo do espetáculo já não era novidade para mim, mas esta experiência do Got Talent Portugal foi uma estreia na minha vida. Mais do que luzes, câmaras e ação, existe toda uma envolvência de magia e brilho, que só a atmosfera do entretenimento televisivo proporciona.

“A minha passagem pelo programa foi muito além do prémio ou da fama que daí poderiam advir.”

Quando decidi participar, soube que era o momento certo de me entregar ao divino e concluir um processo de autoconfiança e cura, o qual já vinha a desenvolver há alguns anos. Todo o problema de saúde e o ter ficado sem a minha voz, fez-me desacreditar das minhas capacidades, competências e condições de conseguir alcançar o meu sonho de fazer carreira na música em Portugal. Dentro de mim, o desânimo era gigante e desisti, de certa forma, de me reerguer nesse sentido. Foi como se passasse a contentar-me com pouco, ainda que vibrasse de forma gritante essa paixão pelo canto, que considero já ter nascido comigo.

Ao longo do programa, conheci outros artistas talentosos e seres humanos incríveis, o que tornou esta vivência ainda mais gratificante. Somos todos Almas sonhadoras e caminhamos no mesmo sentido. Toda a nossa dedicação e entrega se fundem num só propósito. Ser felizes através do que amamos fazer e nos apaixona todos os dias. Obviamente, queremos todos chegar o mais longe possível na competição, mas sinto também que ficamos genuinamente felizes pelos colegas que realmente o conseguem fazer. Isto, porque cresce, nos dias que passamos juntos, um carinho e admiração imensas, que nos leva a ficar profundamente contentes pelo sucesso do outro.

 

Sílvia Pinto de Vila Verde encantou no Got Talent Portugal na RTP

 

“A atuação na semifinal não foi tal e qual o que eu queria”

A atuação na semifinal não foi tal e qual o que eu queria. Considero que não fez jus ao meu talento e ao que sou efetivamente capaz de fazer. Ainda assim, quem vê a performance na televisão, não faz ideia da quantidade de fatores externos que nos rodeiam e de como é desafiante mantermos o foco, energia e frescura a 100%. São dias de uma intensidade imensa, que nos leva a um certo desgaste quer físico, quer emocional. Sendo a voz um instrumento tão delicado, pois está dentro de nós, é muito mais exposto e sujeito a ressentir-se com todas essas questões extrínsecas ao artista. Certo é que estou muito satisfeita com o que fiz, porque, apesar de tecnicamente não ter sido perfeito, sinto que a mensagem passou, a emoção esteve presente e acabou por ser uma interpretação especial. Cantei com o meu coração e a verdade da minha Alma transcendeu-se através da minha voz. Toda a minha caminhada se elevou a partir do meu canto e cada palavra daquele tema foi interpretada com cada célula do meu corpo.

“Estou muito grata à vida por esta oportunidade”

Estou muito grata à vida por esta oportunidade. Mais uma bênção na minha jornada, que apenas está a começar. Daqui para a frente, só pode ser bom, porque finalmente reencontrei-me e sei qual é o meu lugar. Nada é o fim, continua o sonho que comanda a vida e a coragem que me determina enquanto Mulher.

Um especial agradecimento a toda a equipa do Got Talent Portugal, Rtp1 e Fremantle Media, profissionais incríveis e sempre incansáveis. E, por fim, mas não menos importante, a todas as pessoas que me acarinharam e apoiaram desde sempre, acreditando no meu valor. De coração cheio por tudo com que me presentearam. Bem-hajam”.

Comentários

topo