Guimarães

Programa ambiental de Guimarães é referência para o país e para o mundo

(c) Município de Guimarães
Partilhe esta notícia!

Há cinco anos que está implementado o PEGADAS em todas as escolas do concelho, envolvendo cerca de 20 mil alunos por ano nas ações ambientais.

Para assinalar os cinco anos do programa municipal de educação ambiental PEGADAS (Programa Ecológico de Guimarães para a Aprendizagem do Desenvolvimento Ambiental Sustentável) foi apresentado esta quarta-feira, 30 de junho, uma publicação que retrata os projetos de educação ambiental, testemunhos e boas práticas de um programa que “é uma referência e pode ser replicado no país e no mundo”, salientou o Domingos Bragança.

Criado e coordenado pelo Município de Guimarães e pelo Laboratório da Paisagem, o PEGADAS tem procurado impulsionar políticas para o ambiente, de forma inclusiva e transversal, através de uma aposta num programa abrangente, assente em princípios ecologicamente sustentáveis, com o objetivo de iniciar uma mudança de paradigma no comportamento e modo de estar da comunidade. Cerca de 20 mil alunos são envolvidos anualmente em mais de 200 ações, com a colaboração direta dos professores.

“Todos estão de parabéns pelo trabalho que têm desenvolvido neste programa de educação ambiental. Desenvolvemos este programa a partir de Guimarães, e com a envolvência de toda a comunidade educativa, sendo difícil encontrar exemplos semelhantes noutras escolas do país. Seria bom replicar por todo o país e até por todo o mundo aquilo que estamos a fazer em Guimarães no sentido de despertar a forte consciência ecológica dos cidadãos para alterar comportamentos e ajustar essas medidas ao conhecimento que vamos adquirindo, nesta ligação com os investigadores e a ciência”, salientou Domingos Bragança, presidente da Câmara Municipal de Guimarães.

A Presidente do Laboratório da Paisagem e Vereadora do Ambiente, Sofia Ferreira, enalteceu as “parcerias nacionais e internacionais”, para o desenvolvimento das diversas ações ao longo dos últimos cinco anos. Lembrou ainda “todos os que ousaram em colocar em prática um programa tão ambicioso e importante para nosso concelho no âmbito da sustentabilidade ambiental”, realçando que “as crianças são os principais agentes desta mudança”.

A Vereadora da Educação, Adelina Pinto, destacou o envolvimento das escolas e o empenho dos professores no programa PEGADAS. “Através da educação nas escolas fizemos com que as crianças fossem sensibilizadas para um novo olhar sobre o ambiente. Através das crianças conseguimos ainda chegar às suas famílias e à comunidade em geral para desenvolver cidadãos diferentes.

Em representação da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), Francisco Teixeira sublinhou o “criterioso e competente trabalho” desenvolvido pela Câmara de Guimarães em articulação com o Laboratório da Paisagem, evidenciando a intervenção nos “principais pilares de ação da educação ambiental através da ligação com o meio da investigação”

A coordenadora do PEGADAS, Patrícia Ferreira, fez menção ao “projeto com identidade” cumprindo o objetivo de “dotar as escolas de recursos e estratégias para que a educação ambiental fosse uma realidade em todas as escolas e complementasse a educação formal”.

O PEGADAS é um programa intergeracional, tendo atividades para toda a comunidade escolar, de todos os níveis de ensino e também para a comunidade sénior do concelho de Guimarães. O seu portefólio reúne oito atividades consideradas âncora, pelo seu grau de relevância e articulação com os objetivos ambientais locais, e quase uma centena de atividades teórico-práticas disponíveis de forma totalmente gratuita.

Comentários

topo