País

Pequeno Miguel sobrevive com transfusões diárias e mãe apela à doação de sangue

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

O Miguel é um menino de 6 anos que foi diagnosticado com síndrome mielodisplasico cujo o único tratamento passa pelo transplante de medula óssea. A probabilidade de encontrar um dador compatível é de 1:100000, por isso apelamos encarecidamente a que todas as pessoas saudáveis, que tenham entre 18 e 45 anos, com peso igual ou superoir a 50kg e que não tenham recebido uma transfusão desde 1980, se inscrevam como possíveis dadores de medula no banco de dadores. Só têm de contactar o Serviço de imunohemoterapia do hospital mais próximo, preencher um inquérito e retirar uma pequena amostra de sangue. Podem também fazer uma dádiva de sangue, o Miguel está a receber transfusões todas as semanas.

Há 37 dias que o Miguel não tem células na medula e que sobrevive à custa das transfusões de sangue e plaquetas que vai recebendo diariamente.

“Desde já o meu muito muito obrigado a todos os dadores de sangue”, agradece a mãe do pequeno Miguel.

Ainda assim, tem havido dias em que o #IPOLisboa fica sem reservas, por isso apelo a todos os que possam que vão doar sangue. Os interessados em doar no #IPOLisboa devem fazer o agendamento aqui.
Um grande bem haja a quem dá um pouco de si para podermos manter o Miguel nesta luta

“Nem tudo é mau e felizmente tem estado muito estável clinicamente e super bem disposto.
Continuo a agradecer-vos do fundo do coração todo o apoio que nos têm dado.
Assim que terminar esta publicação o Miguel vai pedir-me de 10 em 10 minutos para espreitar quantos e comentários tem, por isso nós vemos tudo o que vocês nos enviam”, revela a mãe o pequeno Miguel.

Este é o apelo da mãe de Miguel o menino que luta pela vida diariamente e que um de nós pode ajudar com doação de sangue e medula.

Comentários

topo