Braga

DST, Uminho e INL de Braga apresentaram projeto “Baterias 2030”

(C) Município de Braga
Partilhe esta notícia!

Decorreu hoje, dia 30 de Julho, no edifício gnration, a apresentação pública do ´Baterias 2030’. Com um investimento elegível de 8,3 milhões de euros esta iniciativa irá focar-se em procurar responder, de forma integrada e estruturada, aos desafios da descarbonização e disseminação de comunidades energéticas sustentáveis.

O projecto conta com a colaboração do Município de Braga na implementação do laboratório vivo para a descarbonização no gnration, que será a fase mais visível do mesmo. O edifício contará com 15 tecnologias diferentes de produção, armazenamento e gestão de energia, nomeadamente fachadas fotovoltaicas de última geração, diferentes tipos de baterias, bem como sistemas inovadores de produção energética a partir do hidrogénio. Serão testados em elemento real tecnologias ainda não comercializadas.

São ainda parte deste consórcio o INL – Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia, a Universidade do Minho e o grupo DST, entre muitos outros Centros de Investigação, Universidades e empresas.

O projecto alavanca a ciência e tecnologia em torno da temática da produção, armazenamento e gestão sustentável de energia. O objectivo estratégico assenta na criação de soluções disruptivas, fiáveis, sustentáveis, facilmente escaláveis, passíveis de serem integradas em toda a cadeia de valor e acessíveis ao consumidor.

O alinhamento com estratégias europeias em matéria de descarbonização e cidades sustentáveis, e a coordenação com agendas tecnológicas enfocadas no desenvolvimento de baterias de elevado desempenho, fiáveis, seguras e sustentáveis a nível ambiental e económico, garantem o posicionamento estratégico do Baterias 2030 no panorama nacional.

Comentários

topo