Vila Verde

Vila Verde. Ex-líder do PS é candidato independente em Atiães

Partilhe esta notícia!

Samuel Estrada dá nega ao PS e concorre como independente à junta de freguesia de Atiães

Samuel Estrada tomou posse como presidente da concelhia do Partido Socialista de Vila Verde em fevereiro de 2020, onde fora eleito por unanimidade. Na altura assumira que o caminho a percorrer era longo, mas que “juntos” iriam “fazer do PS de Vila Verde uma estrutura forte”.

Quinze dias antes tinha dito que o grande objetivo desta candidatura seria o de “apresentar no próximo ciclo eleitoral, um projeto autárquico credível e renovador capaz de responder aos anseios do nossa comunidade e que garanta as mudanças e reformas na governação do município que os vila-verdenses há muito reclamam e merecem.” Adiantava ainda que a candidatura apostaria “no reforço da união do partido e das suas estruturas junto das freguesias bem como na  renovação e ampliação dos seus quadros num modelo que estimule a abertura à participação ativa da sociedade civil.” Um ano e meio depois, Estrada dá nega ao PS e concorre como independente à junta de freguesia de Atiães, onde apenas o PSD e Chega apresentaram candidatura.

Atiães Com Futuro (ACF), encabeçado por Samuel Estrada, já tinha concorrido à junta de freguesia em 2017, perdendo para o PSD por uma diferença mínima: PSD com 171 votos e ACF com 163 votos. Na altura, Estrada não era militante do Partido Socialista.

PS rasgado em dois leva a demissões em massa

Uma clara divisão interna culminou numa série de demissões na Comissão Política do Partido Socialista de Vila Verde. Samuel Estrada, o na altura presidente, foi o primeiro: renunciou ao cargo a 22 de janeiro deste ano. Reconheceu não ter conseguido “unir e pacificar as diversas fações do partido.” No seguimento, José Morais, atual vereador, também renunciou ao cargo que tinha na Comissão Política e disse mesmo que não seria candidato nas próximas Eleições Autárquicas. Seguiram-lhe os passos Luís Castro (também vereador), Júlio Zamith, Costa Pereira, Ricardo Arantes e Miguel Fernandes (responsável pela tesouraria do partido).

Samuel Estrada e Filipe Silva ficam de fora “para a vereação”. Estratégia para evitar um desastre na imagem?

Samuel Estrada queria ocupar o segundo lugar na lista à Câmara Municipal, disse um socialista ao Semanário V. António Esquível Gomes, candidato do PS à Câmara, acabou por o afastar da lista.

Filipe Silva @ Semanário V

Filipe Silva, autarca de Soutelo e administrador-executivo nas Águas do Norte, cargo para o qual foi nomeado pelo governo socialista em 2017, formalizou por escrito, via e-mail (que o Semanário V teve acesso) a sua candidatura junto da Comissão Política do PS. Este ano acabou por dizer que preferia não estar na lista da Câmara. Esquível colocou-o na lista para a Assembleia Municipal.

Comentários

topo