Vila Verde

Se Esquível ganhar a Câmara manterá os negócios com esta? O próprio responde ao V

Partilhe esta notícia!

António Esquível Gomes, candidato socialista à Câmara Municipal de Vila Verde diz querer “fazer melhor, fazer diferente. Tencionamos discutir ideias e projetos que se constituam como uma real mais valia para as pessoas de Vila Verde.”

“A empresa que fundei é um exemplo de sucesso, não necessita de qualquer apoio ou relação económica com o Município para existir”

Em declarações em exclusivo ao Semanário V, e questionado se em caso de eleição, manterá relações comerciais entre a sua empresa O Ferrolho – ligada ao comércio de ferragens, e o Município, o candidato socialista diz não querer “discutir ou alimentar politiquices. Sou um empreendedor, a empresa que fundei é um exemplo de sucesso, emprega 25 funcionários, não necessita de qualquer apoio ou relação económica com o Município para existir como uma empresa de sucesso.”

Esquível faz questão de esclarecer “os vila-verdenses de forma a evitar todo e qualquer tipo de especulação: há dois anos que o Ferrolho não tem qualquer relação comercial com o Município de Vila Verde.” Não dando garantias quanto ao futuro, mas depreende-se nas suas declarações que assim se manterá.

A questão surgiu dias após o anúncio de candidatura de Esquível em que alguns socialistas do concelho consideravam que o nome de Esquível surge como um “Cavalo de Troia.” Na origem desta desconfiança estarão os negócios da empresa de António Esquível, O Ferrolho, com o Município de Vila Verde.

António Esquível é o candidato do PS à câmara de Vila Verde

Comentários

topo