Barcelos

Barcelos. Teatro de Balugas a caminho do ‘Mondial du Théâtre no Mónaco’

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

Companhia de teatro de Barcelos representa Portugal no maior e mais importante festival de teatro amador do mundo

Há mais de 30 anos que o Mondial du Théâtre não recebia uma companhia de teatro portuguesa. Criado em 1957, o certame realiza-se, de quatro em quatro anos, no Principado do Mónaco e vai contar com o espetáculo “Pão Nosso” do Teatro de Balugas (Barcelos), na sua 17.ª edição, que vai acontecer de 17 a 22 de agosto de 2021.

O festival conta com 14 espetáculos de países como Bélgica, Cuba, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Hungria, Itália, Lituânia, Marrocos, Portugal e República Centro-Africana, que serão apresentados no Théâtre des Variétés e Théâtre Princesse Grace, sendo neste último palco que a peça portuguesa estará em cena nos dias 18 e 19 de agosto.

A peça de teatro “Pão Nosso”, com texto e encenação de Cândido Sobreiro, fala-nos da aldeia de Balugães (Minho), terra onde já se amassou muito pão e onde se talharam muitas gamelas de pinho. O pão era o sustento, as gamelas também. Uma relação de pequenas histórias que contam mais do que o artefacto, o alimento, o labor. Uma recolha de memórias, ladainhas, cantigas e ofícios, recuperando utensílios e articulando artisticamente com a comunidade a criação do espetáculo. A partir daqui, o Teatro de Balugas aborda de uma forma teatral e poética o ciclo do pão na aldeia, reconstruindo-o a partir de princípios diferentes não tradicionais e quase oníricos.

O trabalho da companhia de teatro minhota, vencedor do CONTE 2020 – Concurso Nacional de Teatro com o Prémio Ruy de Carvalho para melhor espetáculo, é uma vez mais premiado internacionalmente, depois de ter sido um dos três espetáculos finalistas nomeados para Melhor Espetáculo Internacional nos prémios ESCENAMATEUR da Confederação de Teatro Amador em Espanha, selecionado para o Festival Transfronteiriço de Teatro Amador PLATTA, e um dos representantes de Portugal no Festival Ibérico de Teatro Amateur, ambos festivais também realizados em Espanha. A peça de teatro foi também selecionada para o Red Apple International Theater Festival, no Sri Lanka, e venceu o Concorso Teatrale Internazionale “Città di Chivasso”, para melhor espetáculo, em Itália.

Comentários

topo