Braga

PAN Braga propõe zonas verdes em todas as freguesias urbanas da cidade

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

Os candidatos à Câmara Municipal e Assembleia Municipal de Braga do Pessoas Animais e Natureza, respetivamente Rafael Pinto e Tiago Teixeira, estiveram reunidos esta semana com o Presidente cessante João Costa da União de Freguesias de Ferreiros e Gondizalves.

Ao longo da reunião foram vários os temas discutidos e de diferente índole, sendo que existiu convergência na opinião de que “sendo a UF de Ferreiros e Gondizalves um local cheio de potencial, tem sido tratado de forma insuficiente pelo poder municipal”, afirma Tiago Teixeira que reside na freguesia.

“Desde logo estamos a falar de uma união de freguesias em crescimento, com mais de 10 mil habitantes segundo os últimos censos, onde não existem espaços verdes suficientes para usufruto da população”, continua o candidato à Assembleia, “é com estupefação que vemos que pelo menos, 7 anos após estar vertido no Plano Diretor Municipal, o Parque Oeste, na zona compreendida entre Lomar e Ferreiros, junto ao Rio Este, o projeto não saiu do papel, para prejuízo quer das populações quer do ambiente”.

Neste sentido, o PAN propõe a criação de zonas verdes em todas as freguesias urbanas da cidade como forma de “melhorar a qualidade de vida e do ambiente”.

Outro assunto abordado na reunião foi a segurança rodoviária, uma vez que várias estradas nacionais atravessam a União de Freguesias e para Tiago Teixeira estas ” “raramente se encontram nas condições ideais de circulação, com vários pontos negros já identificados, mas que continuam sem grande resposta pelas entidades competentes”.

À margem da reunião, o PAN propôs a criação de um parque de estacionamento suburbano na freguesia, tal como previsto em PDM. Segundo o candidato à Assembleia, “com a construção destes parques podemos deslocar-nos até às portas da cidade de automóvel e a partir daí optar por transportes públicos ou bicicleta. É uma forma eficaz de reduzir a poluição do ar e o congestionamento automóvel na cidade”.

Para além disto, a candidatura debateu outros temas importantes para os fregueses como a necessidade de reforço das linhas dos TUB e respectivas condições das paragens de transportes públicos; a instalação de parques infantis bem como a melhoria dos actuais; a falta de transferências financeiras do município para os projectos da União; e ainda o atraso constante dos processos de licenciamento na Câmara Municipal levam ao afastamento de habitantes e empresas.

Por fim, foram ainda discutidas questões do âmbito social, nomeadamente a construção de casas de renda acessível. Para o PAN, é essencial uma estratégia integrada municipal que “tenha em conta a fixação dos jovens bracarenses, que auxilie as pessoas com menores rendimentos, e que não se cinja à construção de blocos e mais blocos de apartamentos de baixa qualidade, vistos quase como depósitos de pessoas.”

Comentários

topo