Amares

Amares. Mosteiro de Rendufe vai acolher um hotel ‘em breve’

(C) CM Amares
Partilhe esta notícia!

Após formalizadas as questões processuais do concurso de concessão do Mosteiro de Rendufe, que visa a requalificação de uma área do monumento para utilização como unidade turística, aguarda-se agora o agendamento da cerimónia de lançamento da primeira pedra da obra.

Recorde-se que a Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, presidiu, no dia 7 de agosto de 2020, à abertura do concurso de concessão do Mosteiro de Santo André de Rendufe no âmbito do Programa REVIVE, com as presenças do Presidente do Município de Amares, Manuel Moreira, do Turismo de Portuga e da Direção Regional da Cultura do Norte.

Este processo foi precedido pela assinatura de um protocolo entre o Município de Amares, a Direção Regional da Cultura do Norte, a Fábrica da Igreja Paroquial de St.o André de Rendufe, a Arquidiocese de Braga e a Junta de freguesia de Rendufe que permitiu levar a cabo a exploração do imóvel, por concurso público, no âmbito do programa REVIVE.

A assinatura do contrato de concessão não pode acontecer em Amares, tal como fora inicialmente previsto, por vicissitudes inerentes à pandemia, de acordo com a informação avançada pelo Turismo de Portugal. Espera-se que a obra inicie em breve para que possa estar concluída em 2025, tal como previsto.

Comentários

topo