Braga

INL de Braga presente na Noite Europeia dos investigadores “Ciência para o Clima”

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

A Noite Europeia dos Investigadores 2021 (NEI 2021) vai acontecer de novo em Portugal, sob o tema Ciência para o Clima (SCICLI– Science for Climate), através de um consórcio nacional coordenado pela Universidade de Lisboa, através do Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MUHNAC), que integra também o INL – Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia, e a Escola de Ciências da Universidade do Minho.

A iniciativa vai acontecer no dia 24 de setembro, entre as 16h00 e as 23h00, com um programa online nacional e atividades locais em Lisboa, Braga, Coimbra e Évora.

O tema da Noite Europeia dos Investigadores 2021 em Portugal está alinhado com o Pacto Ecológico Europeu que propõe que o impacto das atividades humanas no clima seja neutro até 2050, através da promoção de iniciativas que protegem o meio ambiente e impulsionam a economia verde, reduzindo a poluição.

A proposta SCICLI para a NEI 2021 baseia-se nas dimensões social, económica e ambiental para a sustentabilidade, promovendo a relevância da ciência e da investigação para a neutralidade climática.

A iniciativa SCICLI reúne diversas áreas e instituições científicas que vão comunicar a Ciência que fazem e envolver o público, não só durante a Noite Europeia dos Investigadores mas também nas atividades preparatórias que entretanto vão ser divulgadas.

O projeto SCICLI NEI2021 é destinado a todas as faixas etárias, com especial atenção aos jovens, encorajando-os a contribuir ativamente com soluções através da escolha de carreiras científicas.

O consórcio do projeto europeu inclui como parceiros o Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa, a Nova School of Sciences and Technology da Universidade Nova de Lisboa, o Iscte – Instituto Universitário de Lisboa, a Câmara Municipal de Lisboa, a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril, o INL – Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia, a Escola de Ciências da Universidade do Minho, a Universidade de Évora e a Universidade de Coimbra.

Comentários

topo