Braga

Emigrantes trazem nova vida ao comércio e restauração em Vila Verde e Braga

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

Vila Verde vive momentos de grande presença de emigrantes que voltaram à sua terra natal depois da pandemia os ter ‘proibido’ há quase dois anos.
A pandemia deu tréguas, as medidas foram aliviadas e as saudades trouxeram milhares de emigrantes ao Minho e Vila Verde sente a presença dos vila-verdenses que foram para outros países procurar melhor qualidade de vida.

O comércio tem mais clientes e os restaurantes respiram de alívio com a presença de famílias saudosas de um bom pastel de nata e comida tradicional de Vila Verde.

Ao Semanário V, um emigrante revela que “ver a placa a dizer Portugal deu vontade de chorar, mas ver a de Vila Verde foi uma sensação única. Foi muito tempo sem estar ao lado dos meus pais e isso é o mais importante na minha vida”.

Turismo e emigração também se sente em Braga

O turismo no Bom Jesus de Braga começa a dar mostras de recuperação com a chegada do verão que trouxe muitos emigrantes e turistas ao monte do Bom Jesus.

Em declarações à CMTV o responsável do mítico elevador do Bom Jesus fala em retoma da atividade, lenta mas já com maior fluxo de pessoas. Depois de estar fechado até maio deste ano após restrições da Covid-19 este mítico elevador voltou a receber turistas e a dar vida ao turismo do Bom Jesus de Braga.

Os comerciantes e as míticas fotografias “a preto e branco” vive também uma retoma de atividade, segundo um dos responsáveis em declarações à CMTV.

Comentários

topo