Vila Verde

Vila Verde. Chega acusa Câmara de ‘ignorar empresas de transporte do concelho’

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

O Chega Vila Verde veio a público acusar a Câmara de Vila Verde de ‘beneficiar’ empresas de fora do concelho em detrimento de empresas de transporte vila-verdenses, que por força da pandemia sofreram quebras avultadas na sua faturação e não têm apoio da Câmara Municipal de Vila Verde.

“A CMVV, e as empresas Transdev, AVIC e Salvador devem ser urgentemente investigadas por prejuízos causados aos contribuintes Vila-verdenses e de não prestarem o devido serviço à população para qual foram contratados. Segundo se consta que temos empresas do nosso concelho que apresentaram melhores orçamentos e serviços mas estão paradas. Empresas sem ajudas do Estado, quando a Transdev, uma empresa francesa arrecada 100 mil euros por cada viatura nova, as dos empresários Vila-verdenses levam zero (0). Isto é um país às avessas e a CM de Vila Verde colabora para que se enterre ainda mais. Temos 3 empresas em Vila Verde que não faturam um euro e andamos aqui a encher o rabo a em empresas de fora. Que VERGONHA Senhores”, escreve o Chega Vila Verde em comunicado a que acedeu o Semanário V.

Chega ‘exige’ reabertura dos complexos de lazer de Vila Verde e da Vila Prado

O Chega Vila Verde tem vindo a expor alguns problemas e incoerências da Câmara Municipal de Vila Verde na gestão do executivo.

Comentários

topo