Educação

96,3% vagas preenchidas na UMinho na 1ª fase de acesso ao ensino superior

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

A Universidade do Minho congratula-se com os excelentes resultados que obteve na 1ª fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES), num ano em que, a nível nacional, a percentagem de alunos colocados teve uma descida de 4,2% (de 81,5%, em 2020, para 77,3%, em 2021).

Ficaram preenchidas nesta fase, 96,3% das 3050 vagas disponibilizadas. No CNAES, dez cursos (mais um do que no ano passado) de diversas Escolas/Institutos da UMinho tiveram classificação mínima de entrada igual ou superior a 17,0 valores. O curso em que o último colocado teve classificação mais elevada foi o mestrado integrado em Medicina (187,8), seguido das licenciaturas em Engenharia e Gestão Industrial (179,4), em Engenharia Biomédica (176,8) e em Direito (176,0).

Alguns cursos da UMinho tiveram a classificação mínima de entrada mais elevada a nível nacional e superior a 160 valores: as licenciaturas em Enfermagem (174,0), Negócios Internacionais (170,2), Marketing (168,4) e Contabilidade (162,8). A procura de cursos da UMinho em primeira opção foi bastante elevada, correspondendo a um rácio de 1,4 alunos por vaga disponibilizada, sendo a terceira universidade com maior procura a nível nacional.

A UMinho vê assim confirmada, mais uma vez, a confiança dos candidatos ao ensino superior na qualidade dos seus cursos. Os elevados níveis de procura representam uma grande responsabilidade para a universidade, que continuará a ter como objetivo essencial da sua ação assegurar uma educação superior que se paute por padrões de elevada qualidade, contribuindo de forma decisiva para a formação das pessoas e o desenvolvimento da região e do país.

Matrículas online com apoio de “embaixadores”

O processo de inscrição de novos estudantes na UMinho decorre exclusivamente online, de 27 de setembro a 1 de outubro. Os colocados/novos estudantes têm à disposição um tutorial que explica o processo passo a passo. A UMinho criou também uma equipa de apoio, que inclui atuais estudantes da instituição, para responder a dúvidas durante a fase de inscrições. Essa equipa vai funcionar a partir de segunda-feira, das 9h30 às 17h30, através das hiperligações e do chatbot acessíveis no portal, bem como pelo telefone 253604112.

A UMinho volta a apresentar um acolhimento inovador no início do ano letivo. Os “embaixadores UMinho”, estudantes das várias áreas de saber desta academia, vão dar a conhecer “tudo” sobre a Universidade, as suas unidades orgânicas, os cursos e as rotinas aos novos colegas. Cerca de 300 embaixadores participaram, ao longo da última semana, em atividades de formação nos campi. A UMinho conta com eles para as 1.ª, 2.ª e 3.ª fases de matrícula e acolhimento no âmbito do concurso nacional de acesso.

Escolas, Institutos e AAUMinho preparam acolhimento

O programa de acolhimento, face às presentes circunstâncias, tem um papel mais importante e resulta da articulação entre a UMinho e a Associação Académica (AAUMinho), com a participação generalizada de toda a academia. As Escolas e Institutos apresentam um formato desdobrado, garantindo datas, horas e locais específicos para receber os novos alunos de cada curso. No dia 30 de setembro serão realizadas três cerimónias de acolhimento aos novos estudantes presididas pelo Reitor, Rui Vieira de Castro e o Presidente da Associação Académica da Universidade do Minho, Rui Oliveira.

O Programa de Acolhimento 2021/2022 contempla um conjunto de atividades comuns a todos os estudantes (Programa de Acolhimento Geral), um conjunto de atividades promovidas pelas Unidades Orgânicas destinadas aos estudantes de cada curso (Programa de Acolhimento Específico) e, ainda, atividades desenvolvidas pela AAUMinho que decorrerão entre os dias 27 de setembro e 1 de outubro.

A AAUMinho preparou ainda o GPS Caloiro, atividade que consiste na promoção de visitas guiadas dinâmicas aos campi da UMinho e às cidades de Braga e Guimarães e voltará a apostar em atividades de cariz cultural, desportivo e dinâmicas de sensibilização de ação social.

As aulas iniciarão a 4 de outubro.

Comentários

topo