País

‘O CHEGA não está ilegal nem é ilegal’, diz André Ventura

(c) Redes sociais
Partilhe esta notícia!

O Chega faz a primeira convenção de Autarcas e André Ventura responde à ‘tentativa de ilegalização’ do Chega com palavras fortes e convictas de que o partido está para ficar e crescer no panorama político nacional.

“O CHEGA não está ilegal nem é ilegal. Repetiremos todas as eleições que o Tribunal Constitucional entender. Não vamos desistir! Estamos a ser alvo da maior perseguição que alguma vez as instituições fizeram a um partido político!”, afirma André Ventura em comunicado a que acedeu o Semanário V.

O Chega conseguiu o quarto lugar nas eleições autárquicas do passado domingo ultrapassando o Bloco de Esquerda e o CDS-PP.

Em Vila Verde, Fernando Silva foi eleito vereador e conseguiu uma das melhores votações a nível nacional do partido.

Eleições autárquicas 2021

Nas eleições autárquicas, o Chega elegeu 19 vereadores, divididos por sete distritos, sendo que no Distrito de Lisboa foram eleitos seis, quatro em Santarém, três no Distrito de Setúbal, dois em Beja e Faro, ficando Braga e Viseu com um vereador eleito.

DISTRITO DE LISBOA
AZAMBUJA – Inês Louro
CASCAIS – João Rodrigues dos Santos
LOURES – Bruno Nunes
ODIVELAS – Nuno Sá Carneiro Beirão
SINTRA – Nuno Afonso
VILA FRANCA DE XIRA – Barreira Soares

DISTRITO DE SANTARÉM
BENAVENTE – Milena Castro
ENTRONCAMENTO – Diamantino Graça
SALVATERRA DE MAGOS – Helena Salema Lino
SANTARÉM – Pedro Frazão

DISTRITO DE SETÚBAL
MOITA – Ivo Pedaço
SEIXAL – Henrique Freire
SESIMBRA – Márcio Souza

DISTRITO DE BEJA
MOURA – Cidália Figueira
SERPA – Ana Cristina Moisão

DISTRITO DE FARO
LOULÉ – Fernando Santos
PORTIMÃO – Pedro Xavier

DISTRITO DE BRAGA
VILA VERDE – Fernando Silva

DISTRITO DE VISEU
MANGUALDE – António Pais Silva

Comentários

topo