Vila Verde

Chega Vila Verde ovacionado na convenção autárquica nacional do Chega

Partilhe esta notícia!

O presidente do Chega anunciou que a convenção do partido, que decorreu em Santa Maria da Feira, preparará “um muro de betão” para proteger os autarcas eleitos no domingo da ”pressão intolerável” a que já estão sujeitos.
Chega prepara “muro de betão” para resistir a “pressão intolerável” sobre os seus eleitos

Essa foi a tónica principal do discurso de André Ventura na primeira reunião autárquica do partido, que, preparada em cerca de 48 horas, ao início da noite reunia mais de 50 pessoas no Centro Social Luso-Venezolano.

Poucas horas depois de anunciar a sua demissão da presidência do partido, na sequência da decisão do Tribunal Constitucional que o obriga a realizar novas eleições internas, o líder do Chega admitia que a “turbulência” gerada por essa sentença judicial veio perturbar a concentração dos seus mais de 400 autarcas recém-eleitos, mas afirmava que a sua prioridade imediata é a preparação das respetivas tomadas de posse.

“O que nos vai preocupar muito nestes dois dias é garantir que os eleitos pelo Chega têm uma mensagem única e comum, que não se vendem aos outros partidos e que, mesmo nos casos em que a pressão já está a ser muita – e quero denunciar que em alguns municípios a pressão por parte do PS ou do PSD está a ser intolerável e incomportável –, o que temos que definir aqui é um muro de betão, uma capacidade de nos protegermos em relação a essas situações”, declarou André Ventura.

Referindo que, em muitos casos, os seus novos autarcas ocupam “posições decisivas em câmaras e assembleias municipais”, o presidente do Chega considera “fundamental que se defina que tipo de acordos ou entendimentos pode existir” porque “uma coisa mal feita pode prejudicar o partido todo”.

Nessa perspetiva, acrescentou: “O Chega tem que ser um partido com coluna vertebral. No dia em que a perdermos, os eleitores deixam de confiar em nós. Se dizemos durante a campanha que o PS está a destruir o país e a economia nacional, e depois chegamos [ao poder local] e nos colocámos ao lado dos socialistas em muitos executivos, qual é a imagem que as pessoas vão reter?”.

O Chega Vila Verde marcou presença e deu palestra acerca dos resultados

O Chega Vila Verde marcou presença na convenção autárquica do Chega com a presença do Vereador Fernando Silva, Joaquim Gonçalves eleito para a assembleia de freguesia da Ribeira do Neiva e deputados eleitos para a Assembleia Municipal de Vila Verde.

Chega Vila Verde marcou presença na primeira reunião autárquica do Chega

O Chega Vila Verde tomou a palavra por Joaquim Gonçalves eleito pela UF da Ribeira do Neiva e garantiu que “foi uma eleição difícil mas histórica, Vila Verde está de parabéns e pronto para iniciar a mudança”.

Fernando Silva vereador eleito em Vila Verde pelo Chega também tomou a palavra para vangloriar o trabalho de toda a sua equipa na eleições autárquicas em Vila Verde.

Comentários

topo